Porque eu oro!

“Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai; Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito. (Efésios 3.14-16)

Esta oração do Apóstolo Paulo nos mostra o ponto culminante da sua vida missionária, a fase final de um homem que cumpriu a sua jornada com êxito. Podemos dizer que esta é a oração mais ousada da sua vida.

Paulo está preso, com idade avançada, com muitas necessidades físicas e materiais, porém ele não faz nenhuma espécie de pedido a Deus relativo às suas necessidades físicas e materiais.

As autoridades puderam manter Paulo preso atrás das grades, mas não puderam manter presas a sua fé e a sua alma. Eles puderam algemar Paulo, mas não puderam algemar a Palavra de Deus. Eles puderam proibir Paulo de viajar, visitar e pregar nas igrejas, mas não puderam impedir Paulo, mesmo preso, de interceder, de orar pelas igrejas.

Paulo estava preso, mas não estava paralisado em suas faculdades mentais, não estava inativo. Ele estava dentro da prisão, realizando um poderoso ministério nas Igrejas. Ministério que perpetua até aos dias de hoje aqui em Guararema e nas Igrejas até os confins da terra. O ministério da intercessão. O ministério da oração. Paulo nunca separou o ministério de ensino do ministério de oração. Instrução e oração sempre andaram juntas no ministério missionário de Paulo.

A postura de Paulo na oração revela reverência diante de Deus e de Cristo – v. 14Por essa razão, ajoelho-me diante do Pai.” Os judeus, normalmente, oram de pé, mas Paulo se coloca de joelhos.  Quando a Igreja ora, o céu se move. Nesse fim de semana, durante a vigília que os irmãos participaram, o céu se moveu aqui em Guararema. O inferno tremeu. Coisas novas aconteceram por aqui.  

Paulo revela uma motivação pela obra de Deus na igreja (v.15) “...do qual recebe o nome toda a família nos céus e na terra”.  A igreja da terra e a igreja do céu são a mesma igreja. 

Paulo revela sua confiança em Deus (v. 16) “Oro para que, com as suas gloriosas riquezas, ele os fortaleça no íntimo do seu ser com poder, por meio do seu Espírito.”  

Queridos, nós podemos fazer pedidos ousados a Deus em nossas orações. Seus recursos para nos abençoar são inesgotáveis.

Pense em alguma coisa lícita que aos seus olhos é impossível. Coloque em suas orações e creia no poder inesgotável de Deus. Espere e verá!