Garibaldo, da Vila Sésamo, vira centro de debates nos EUA

Após uma postagem do personagem infantil de incentivo a vacinação contra a Covid-19, personagens do cenário argumentaram sobre a mensagem

Reprodução/Twitter

Nos Estados Unidos, Garibaldo, pássaro amarelo personagem do programa “Vila Sésamo”, acabou virando o centro de um grande debate sobre a vacinação após uma postagem no sábado (6).

Na conta do Twitter oficial do personagem (@BigBird), Garibaldo comentou sobre receber a primeira dose. “Eu recebi a vacina contra a Covid-19 hoje! Minha asa está um pouco dolorida, mas ela vai deixar meu corpo extra protegido para me deixar, e deixar os outros, com saúde”, escreveu.

Na ficção, Garibaldo tem seis anos de idade. A agência sanitária americana aprovou o uso da vacina Pfizer/BioNTech em crianças acima de cinco anos e, por isso, o personagem “pôde” se vacinar.

A campanha, entretanto, acabou virando tópico de debates entre parlamentares. O senador pelo Texas, Ted Cruz, respondeu a postagem de Garibaldo e comentou que se tratava de “propaganda de governo para crianças”.

A senadora republicana Wendy Rogers, por sua vez, chamou o personagem de “comunista”. Liz Wheeler, que é uma comentarista política, também respondeu ao personagem dizendo que não vai vacinar sua filha contra o coronavírus.

Seguindo a onda de comentários no Twitter, o presidente norte-americano, Joe Biden, escreveu a favor de Garibaldo. “'Muito bem, @BigBird. Vacinar-se é a melhor maneira de manter sua ‘vila’ em segurança”, respondeu o chefe de estado.

Hillary Clinton, ex-secretária de Estado dos EUA, também respondeu apoiando o personagem. “É um pássaro que ensina as crianças. Como ficar saudável, por exemplo. Só isso,” escreveu na legenda de uma foto ao lado do pássaro que publicou.

O uso de personagens da cultura pop em campanhas de vacinação não é algo exclusivo dos Estados Unidos, e nem recente. Os robôs C3P0 e R2D2 de ‘Stars Wars’ já participaram de campanhas. No Brasil, personagens da ‘Turma da Mônica’ e o mascote do SUS, o Zé Gotinha, protagonizam as ações.