Empreendedores falam sobre as vendas de Dia das Mães no segundo ano de pandemia

Comerciantes apostam em promoções e divulgação das lojas para conseguir mais vendas durante a celebração do Dia das Mães

IPEM-  Paraná

O Dia das Mães é uma data importante para comerciantes de diversos setores, e para saber como eles estão lidando com a comemoração neste segundo ano de pandemia, O Novo conversou com empreendedores de Mogi das Cruzes e Guararema.

Para Megg Alves, que é dona da Megg Alves Customizados, não houve diferença nas vendas, mas para impulsionar a saída de produtos, ela abaixou o preço de sua mão de obra e criou o seguinte atrativo: “Ofereci a promoção: na compra de um dos modelos de chinelos customizados que eu faço, estou dando de brinde um vasinho de cacto ou suculenta personalizado para o Dia das Mães”.

Já Gabriela Oliveira, da Maricota Personalizados, explica que ainda não conseguiu sentir a questão de movimento pois iniciou faz pouco tempo, e afirma também que não vai realizar promoções de Dia das Mães: “Fiz alguns kits para presentear [...] fazemos kits personalizados, canecas personalizadas com fotos, frases, tudo pra deixar o presente mais carinhoso”

Do lado do consumidor, o Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (IPEM-SP) destaca que para produtos têxteis, as etiquetas devem conter seis informações em português, três sobre o fabricante ou importador, incluindo marca, CNPJ e o país de origem, e outras três informações sobre o produto em si, a composição têxtil, os símbolos de cuidados com a conservação do produto e a informação de um tamanho.