As regras do reino de Deus

“Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito. O caminho dos perversos é como a escuridão; nem sabem eles em que tropeçam.” (Provérbios 4:18 e 19)

Nós estamos aprendendo como gerenciar a nossa vida, como nos movermos nesta terra, de acordo com as regras do Reino de Deus e de acordo com as Sagradas Escrituras. Isso é importante porque nós estamos vendo o reino do mundo cada vez mais tentando influenciar os filhos do Reino de Deus. Nós vemos as influências deste mundo tenebroso tentando ultrapassar as portas dos nossos templos, das nossas casas, influenciando a nós e aos nossos filhos de forma sistemática.

Nós temos ensinado sempre na Igreja que existem dois sistemas operando nesta terra: o sistema do mundo e o sistema de Deus. Ambos com valores antagônicos. Antes da renovação da nossa mente em Cristo Jesus, os nossos valores eram de acordo com o que aprendemos no sistema do mundo.  A nossa educação, as questões familiares, as econômicas, as profissionais foram baseadas nos ensinamentos desse sistema, enfim, antes da nossa conversão, nós vivíamos de acordo com esse sistema. Nós, cristãos, sabemos que aconteceu um momento histórico em nossas vidas quando recebemos o Senhor Jesus como nosso único e suficiente Salvador. A maioria dos nossos princípios de vida até então foi mexida, alterada para outros bem diferentes daqueles que estávamos vivendo. Algumas pessoas chamam isso de divisor de águas. Para nós significa divisor de vidas. 

Saímos de um sistema onde estávamos longe da vontade de Deus e viemos para a presença Dele, aprendendo e cumprindo seus ensinamentos pelas Sagradas Escrituras. A Bíblia, em Efésios 2:1, diz que “nós estávamos mortos em nossos delitos e pecados”, certo?  Morte significa separação. Logo, nós estávamos separados de Deus e obedecíamos aos princípios e ensinos do sistema do mundo. Pecado significa errar o alvo. O alvo de todo ser humano, desde a criação, é Deus. Todos nós acreditamos em um poder superior independente de religião. Uns creem no poder do dinheiro, outros no poder dos bens materiais, outros no poder político, outros nos poderes da Ciência e alguns se dizem à parte de tudo isso, não creem em nada. 

Jesus disse isto em João 17:16: “Eles não são do mundo, como também eu não sou.” Quando nascemos de novo em Cristo Jesus, apesar de vivermos no mundo, nesta terra, nós não pertencemos mais a este mundo.