Guararema receberá 300 doses da vacina contra a Covid-19 nesta semana

28.600 doses serão destinadas para todo o Alto Tietê e Guarulhos; quantidade equivale a 40% da necessidade de imunização dos municípios nesta primeira fase da campanha

Reprodução

As cidades do Alto Tietê e o município de Guarulhos receberão 28.600 doses da vacina contra Covid-19 ainda nesta semana. Segundo o Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê - Condemat, neste primeiro lote de vacina, a prioridade serão os trabalhadores da saúde, porém o quantitativo representa apenas 40% da necessidade dos municípios, tomando como base a campanha da Influenza de 2020.

Na última semana o Governo do Estado detalhou o plano de logística da distribuição das doses de vacina, informando que para os municípios acima de 30 mil habitantes a vacina seria entregue diretamente, e para os demais as retiradas seriam semanais nos Grupos de Vigilância Epidemiológicos (GVE’s). 

A expectativa é de que o imunizante chegue aos municípios entre hoje, 19, e amanhã, 20, com início imediato da vacinação preferencialmente nos próprios locais de trabalho ou outros prédios públicos estipulados para o grupo de trabalhadores, seguindo as estratégias montadas por cada secretaria municipal de saúde. Além dos trabalhadores da saúde, o plano nacional de imunização estabelece os idosos que vivem em asilos como grupo prioritário.

Divisão de doses entre as cidades:

Guarulhos terá direito à 13.680 doses; seguido por Mogi das Cruzes, que receberá 5.240 vacinas; o município de Suzano receberá 2.800 doses; em Itaquaquecetuba o quantitativo é de 1.880 doses; Ferraz de Vasconcelos receberá 1.840 imunizantes; em Poá serão 1.440 doses; Arujá receberá 720 doses; os municípios de Santa Isabel, Guararema, Biritiba Mirim e Salesópolis, receberão menos de 500 doses, totalizando respectivamente 440, 300, 160 e 100 doses da vacina para cada um dos municípios. Já Santa Branca, que fica no Vale do Paraíba, é consorciado ao CONDEMAT, contudo não será contemplada neste primeiro lote.

"Este primeiro lote que os municípios vão receber representa menos da metade da necessidade para imunização dos trabalhadores da saúde e asilados. É muito difícil para os municípios administrarem isso e cada um terá de analisar as suas necessidades, mas entendemos que neste primeiro momento a prioridade são os trabalhadores que estão atuando diretamente na assistência aos pacientes que têm a doença ou suspeitas graves, nos hospitais e unidades de pronto atendimento", afirmou o presidente do CONDEMAT e prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi.

De acordo com o Consórcio ainda não há previsão do envio de novas remessas das doses para ampliar a vacinação tanto para os trabalhadores da saúde, como também para os idosos em geral e indígenas. Por isso, a recomendação é que a população aguarde as divulgações oficiais das prefeituras e evitem o deslocamento às unidades de saúde. "A vacina é apenas uma condição para melhorarmos este quadro pandêmico, porém não tem efeito imediato. O trabalho preventivo continua a ser a nossa melhor arma contra a disseminação do vírus, por isso, é fundamental que a população aguarde a divulgação oficial e não procure as unidades de saúde neste momento em que precisamos reforçar o distanciamento social, o uso de máscaras, bem como a higienização constante das mãos”, reforça a coordenadora da Câmara Técnica de Saúde do CONDEMAT e secretária da saúde de Guararema, Adriana Martins. 

Pré-cadastro para vacinação:

O Governo do Estado lançou nesta semana uma plataforma virtual de pré-cadastro para o público prioritário da campanha de vacinação, o site www.vacinaja.sp.gov.br, o que gerou ainda mais expectativa na população, ocasionando o congestionamento do site. Ainda segundo a coordenadora, Adriana Martins, apesar de agilizar a campanha em todo o Estado, o pré-cadastramento não é obrigatório e não garante um agendamento ou recebimento de doses da vacina. Quem faz parte dos grupos prioritários no decorrer das etapas receberá a vacina no momento certo.