Enduro Equestre comemora prata inédita

Momento Equestre. Pódio da competição por equipes do Campeonato Mundial de Enduro Equestre

CBH/FB Endurance Lifestyle

O enduro equestre nacional alcançou um importante feito no sábado 22 de maio, quando a equipe brasileira obteve a inédita medalha de prata no campeonato mundial da modalidade, disputado nas trilhas do Parque Regional de San Rossore, nos arredores de Pisa, na Itália.

Promovida pela Federação Equestre Internacional (FEI), a competição contou com um exigente trajeto de 160 quilômetros, que exigiu muita habilidade, técnica e resistência dos 74 conjuntos presentes ao evento.

Com o tempo acumulado de 23h13min35s, resultante da somatória das marcas de seus três melhores cavaleiros, o Brasil sagrou-se vice-campeão mundial, superando outros dez países e ficando a apenas dois minutos e 59 segundos da representação espanhola, que conquistou o bicampeonato mundial. A tradicional equipe da França, por sua vez, ficou com o bronze, totalizando o tempo de 23h43min01s, praticamente 30 minutos a mais que a soma do tempo dos brasileiros.

O time Brasil foi composto por Felipe de Azevedo Morgulis montando Saiph SBV, André Vidiz com Chambord Endurance, Renato Salvador com Uzes Trio e Rodrigo Barreto com Koheilan Elvira P, contando ainda com o importante suporte de Dudu Barreto, chefe da delegação, e de Henrique Garcia, veterinário responsável pela preparação, saúde e bem-estar dos animais. 

O bom resultado obtido nas trilhas italianas ajuda a elevar o patamar do enduro brasileiro no cenário internacional, uma vez que o país já possuía resultados expressivos tanto em campeonatos pan-americanos como em competições de jovens cavaleiros, mas ainda lhe faltava uma conquista de peso no campeonato mundial.

Praticado no Brasil há mais de três décadas, o enduro vem ganhando popularidade por unir competição, convívio com os cavalos e um intenso contato com a natureza. Suas provas contam com percursos que variam de 20 a 40 quilômetros, para os iniciantes, até 80, 120 ou 160 quilômetros, para os cavaleiros mais graduados.

O Alto Tietê, aliás, já foi palco de importantes provas do esporte, como a Tietê Open, em Salesópolis, o Festival Internacional de Enduro, que teve três edições realizadas em Mogi das Cruzes na década passada, e o 9º Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre, realizado no já distante ano de 1999, com base no Guararema Parque Hotel.