Advogado morre após espancamento

Criminalista Antônio Bezerra de Oliveira foi surpreendido por três bandidos em seu escritório em Mogi. Um dos três suspeitos foi preso

Dr. Bezerra. Advogado foi brutalmente espancado por marginais em seu escritório/Divulgação

Na manhã desta quinta-feira (4), o advogado criminalista Antônio Bezerra de Oliveira, conhecido como Dr. Bezerra, foi assaltado por três bandidos em seu escritório, localizado na Rua Barão de Jaceguai, na região central de Mogi das Cruzes. O advogado foi espancado pelos assaltantes e, após passar o dia na Santa Casa em estado grave, teve morte cerebral no início da noite. Nesta sexta (5), ele morreu.   

De acordo com informações do Boletim de Ocorrência, Dr. Bezerra teria sido abordado, por volta das 9h30, em um bar, próximo ao seu escritório, onde tomava café. Os assaltantes exigiram dele uma quantia em dinheiro por Pix e o advogado, então, correu para seu escritório. Entretanto, ao ser alcançado pelos suspeitos, foi brutalmente espancado.

A Polícia Militar (PM) foi acionada por vizinhos próximos que ouviram os gritos, já assumindo que se tratava de um roubo. Os agentes que realizavam um patrulhamento próximo à região, então, foram mobilizados e conseguiram capturar um dos três suspeitos em flagrante, antes que pudesse deixar o local. 

Identificado como Victor Nascimento Suzart Medrado Rodrigues, de 24 anos, o assaltante estava nas escadas que dão acesso ao escritório do Dr. Bezerra. Foi encontrado junto a ele, durante uma revista pessoal, R$ 10 e dois celulares: um Samsung, que pertencia ao próprio assaltante, e um iPhone, este último avaliado em R$ 3 mil. Pela foto na tela de bloqueio, os policiais constataram que o aparelho pertencia à vítima.

Ainda na cena do crime, os agentes relataram encontrar uma televisão caída próxima a um sofá e especulam que ela também teria sido um dos alvos dos assaltantes, mas foi abandonada no local. É possível que outros objetos tenham sido levados, mas ainda é necessário que familiares realizem o reconhecimento no local dos fatos, que será feito em um momento  oportuno.

De acordo com a Polícia, Victor Medrado possui antecedentes criminais por roubo, tráfico de entorpecentes, ameaça de morte e receptação. O indiciado foi preso por latrocínio (roubo seguido de morte) e foi encaminhado à Cadeia Pública de Mogi das Cruzes, onde permanece sob custódia e à disposição da justiça. 

Socorro

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também chegou ao local pouco tempo depois, encontrando a vítima inconsciente, caída em um sofá, com sangramentos no nariz e na boca, no hall de entrada. Dr.Bezerra foi encaminhado para uma unidade da Santa Casa, onde permaneceu durante o dia em estado gravíssimo e, de acordo com o boletim médico, com politraumatismo. Entretanto, o advogado não resistiu teve morreu nesta sexta-feira (5), Seu velório será neste sábado.    

Mais tarde, o celular apreendido foi formalmente reconhecido e devolvido à filha da vítima, Luciana Bezerra de Oliveira. O suspeito não delatou os nomes dos outros dois cúmplices à polícia, que seguem foragidos. 

Segundo o advogado José Beraldo, amigo da vítima, Dr. Bezerra era uma pessoa muito calma. “Ele era uma excelente pessoa, muito pacata. Atuava na área criminal há mais de 30 anos e sempre defendeu réus, mas, no fim, acabou sendo uma vítima desses covardes, monstros”, lamentou. 

O advogado criminalista Antônio Bezerra de Oliveira tinha 74 anos e deixou duas filhas. Atuava em Mogi das Cruzes há mais de 30 anos.