Nova unidade do Sesc é inaugurada neste sábado em Mogi da Cruzes

A entrada é gratuita e deve ser agendada. Para conhecer o espaço, além da aferição de temperatura, será exigido o comprovante de vacinação contra a Covid

Unidade foi instalada na Rua Rogério Tácola, 118, no bairro Socorro/Foto: Júlia Andrade

A mais nova unidade do Serviço Social do Comércio (Sesc) será inaugurada às 14 horas deste sábado (6), em Mogi das Cruzes. A entrada é gratuita e deve ser agendada para qualquer atividade, por meio do site sescsp.org.br/mogidascruzes. Para acessar as dependências do Sesc, além da aferição de temperatura, será exigido o comprovante de vacinação contra a Covid-19 (em papel ou digital), disponibilizado pelas plataformas VaciVida e ConecteSUS ou pelo aplicativo e-saúdeSP.

A instituição, que possui uma ampla infraestrutura com acessibilidade e programas de incentivo à cultura, foi instalada no antigo Centro Esportivo, na Rua Rogério Tácola, 118, no bairro Socorro. O Centro era voltado aos esportes e abrigou diversas modalidades 
como a natação, com uma piscina bastante frequentada pela população local; além do judô e do beisebol. Com a mudança, a estrutura do espaço foi reformada e novos atrativos foram colocados.

Agora, o lugar conta com espaço de tecnologias e artes, convivência, praça de convivência, vestiários e espaço para exame dermatológico, duas quadras poliesportivas, piscina, dois espaços para brincar, espaço juventude, loja sesc, espaço para leitura, galpão, ginástica multifuncional e sala de múltiplo uso.

Durante um tour pelo espaço com a imprensa mogiana, a administração do Sesc apresentou cada um de seus espaços, inclusive a parte de locomoção, onde incluiu a acessibilidade e a estrutura adaptada para receber pessoas com deficiências. O lugar também conta com paraciclos e banheiros adaptados.

Além destes serviços, a unidade Mogi das Cruzes também funcionará como um grande parque por estar em uma extensa área verde aberta e arborizada. Neste espaço voltado para o lazer e a convivência, também foi criada uma pista de caminhada para práticas físico-esportivas. 

“Com essa nova unidade, temos a oportunidade de expandir a ação cultural e educativa do 
Sesc aos moradores de Mogi das Cruzes e região, com programações nos campos dos esportes, da cultura, da educação, da saúde e alimentação, valorizando o lazer e o tempo livre da comunidade. Pretendemos construir uma relação de diálogo, trocas e aprendizados mútuos com o público frequentador”, afirma o diretor do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda.

História de Mogi

A unidade contempla a história da cidade, nas paredes internas do Centro de Educação Ambiental, por exemplo, haverá um mural ilustrado pela professora, arte-educadora e ilustradora Amanda Esteves. Ela fará o trabalho a partir dos elementos que compõem a cultura e a identidade do município, como os povos indígenas, negros, migrantes e imigrantes. A artista também desenvolverá um segundo mural vazado com o desenho do mapa da cidade, propondo uma reflexão sobre o futuro desejado para esse território, considerando os potenciais socioambientais locais e os princípios da Permacultura e da Educação Ambiental.

Outro destaque do espaço é o incentivo à diminuição de plásticos nos oceanos. Desde 2020, o Sesc SP não vende garrafas de água sem gás em suas unidades. Em Mogi não será diferente; e o público poderá levar seu próprio utensílio pessoal para se servir à vontade de água gratuita e de qualidade em bebedouros e purificadores. 

Exposição

Para a inauguração, o Sesc São Paulo apresenta a exposição Ausente Manifesto: ver e imaginar na arte contemporânea, com curadoria de Cauê Alves e Pedro Nery. A mostra é fruto de uma parceria com o Museu de Arte Moderna (MAM) de São Paulo. O acordo prevê ainda outras atividades conjuntas pelos próximos dois anos. A exposição traz 35 obras do acervo do MAM e também de seu Clube de Colecionadores, com artistas como Adriana Varejão, Antonio Dias, Ernesto Neto, José Damasceno, Lenora de Barros, Marepe, Nelson Leirner, Nuno Ramos, Regina Silveira, entre outros. As obras ficarão no espaço até fevereiro de 2022.