Sinais de envelhecimento da pele

Reprodução

No artigo anterior falamos sobre o envelhecimento extrínsico e intrínsico. Hoje vamos abordar os primeiros sinais de envelhecimento da pele.

Por volta dos 25 anos de idade, os primeiros sinais de envelhecimento começam a ficar aparentes na superfície da pele. Primeiro surgem as linhas finas e, com o tempo, as rugas, a perda de volume e densidade.

Existem 3 principais manifestações de envelhecimento geral da pele. Cada um afeta a aparência do rosto de uma maneira diferente:

RUGAS - o primeiro sinal visível de envelhecimento a partir dos 25 anos em diante são  as linhas finas e as RUGAS

Essas linhas aparecem em diferentes áreas do rosto e são sinais de envelhecimento mais fáceis de detectar. São as famosas linhas ao redor dos olhos(pés de galinhas), nas bochechas, na testa, entre os olhos( cara de bravo) e pode ficar mais profundas. As RUGAS mais profundas são formadas entre o nariz e a boca( bigode chinês), ligados a flacidez  e frequentemente associados à perda de volume.

PERDA DE VOLUME - ás vezes difícil de ser identificado, também é conhecida como pele flácida. Ao contrário de PERDA DE DENSIDADE ou das RUGAS, ela muda a aparência geral da face de um jeito transformador, são fáceis de notar a diminuição do volume e a flacidez dos contornos faciais dando uma aparência negativa,triste, derretida ou estressada.

PERDA DE DENSIDADE - mais comum em mulheres em idade pós-menopausa a PERDA DE DENSIDADE se manifesta na superfície da pele, resultando em uma pele mais fina, mais fraca. Ao contrário das RUGAS ou da PERDA DE VOLUME.

A PERDA DE DENSIDADE afeta a pele por todo o rosto, ao invés de ser um problema de áreas específicas. Ela é frequentemente associada a rugas mais profundas e ocorre simultaneamente com a diminuição da luminosidade e com têndencia a uma pele sem vida e sem brilho.

Nos próximos artigos iremos abordar cada procedimento que são hoje em dia utilizados para reverte ou melhorar o envelhecimento.