Amemos uns aos outros

Todos crescem em amor e em boas obras, assim podemos viver o Corpo de Cristo na terra. “Esta é a mensagem que vocês ouviram desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. ” 1 João 3:11.  Quais foram os principais motivos que geraram debates entre Jesus e os fariseus? 1- O trabalho no sábado, 2- andar com pecadores. É possível perceber que muitas discussões aconteceram porque Jesus realizava curas nos sábados, porque Jesus falava com pecadores. Jesus andava rodeado de pecadores e até mesmo frequentava suas casas, imagine que você tivesse a chance de conversar com um dos fariseus daquela época, pergunte se ele se importa com as pessoas doentes e pergunte se ele se importa com as pessoas que sofrem sem conhecer a Deus. Provavelmente ele diria que sim, mas se uma pessoa de fé e bem-intencionada comumente se importa com as outras pessoas, porque as atitudes de Jesus os incomodavam tanto?  Podemos perceber que há uma grande diferença entre se interessar pelas pessoas e se envolver com elas. Para nos envolvermos de verdade precisamos estar dispostos a sair da nossa casa e visitar essas pessoas ou abrir nossas casas para essas pessoas. Esse tem sido o nosso desafio em 2019. Sua casa foi um presente de Deus na sua vida, convide pessoas para um café e compartilhe.
Pensar no outro e agir em prol dele incomoda alguns, é algo que nos fará rever nossas convicções e perder alguns privilégios, como horas de descanso e lazer. Jesus estava disposto a quebrar as regras da religiosidade para demonstrar amor de verdade. Jesus estava disposto a abrir mãos dos seus privilégios de O Criador e não ter um lugar onde reclinar a cabeça por amor ao perdido, Jesus foi às últimas consequências, morrendo na cruz para salvar o perdido e o aflito. Ele espera que nosso amor seja semelhante ao dele, você percebe a diferença entre se interessar e se envolver? Você apenas se interessa ou está disposto a se envolver com as pessoas? 1 João 3:16 nisto conhecemos o que é o amor: Jesus Cristo deu a sua vida por nós, e devemos dar a nossa vida por nossos irmãos. Quando olhamos para Jesus percebemos que o verdadeiro amor é sempre confirmado por meio de atitudes práticas. Sentimentos, palavras bonitas e boas intenções são ótimos,  mas sem a ação de amor ao próximo, não vale de nada. Os ensinamentos de Jesus quanto a amar e se envolver com a vida das pessoas foram tão fortes que se tornaram marcas da Igreja do primeiro século. Repare em Atos 2:46 e 47 Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos.