Taxa IPCA fecha em 0,83% no mês de maio

Para o cálculo, foram comparados os preços coletados entre 30 de abril a 27 de maio de 2021

IBGE

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), no mês de maio, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) foi de 0,83%, o que representa 0,52 ponto percentual (p.p.) acima da taxa de abril (0,31%).

A pesquisa indica que nove grupos de produtos e serviços apresentaram alta em maio, sendo que o maior impacto (0,28 p.p.) e a maior variação (1,78%) vieram da Habitação, que acelerou em relação a abril (0,22%). A segunda maior contribuição veio dos Transportes, levando em consideração que os preços subiram 1,15% em maio, após o recuarem 0,08% em abril. Na sequência, vieram Saúde e Cuidados Pessoais (0,76%) e Alimentação e bebidas (0,44%), com impactos de 0,10 p.p. e 0,09 p.p., respectivamente. Já a segunda maior variação no mês foi de Artigos de residência (1,25%), enquanto os demais grupos variaram entre 0,06% (Educação) e 0,92% (Vestuário).

“Para o cálculo do índice do mês, foram comparados os preços coletados entre 30 de abril a 27 de maio de 2021 e comparados com aqueles vigentes de 30 de março a 29 de abril de 2021”, explica o IBGE.