Estado de São Paulo passará na fase vermelha Natal e Ano-Novo

Anuncio foi feito no Plano SP e contou como serão as medidas tomadas neste fim de ano

Divulgação/Plano SP

No início da tarde desta segunda-feira, aconteceu mais uma reunião do Plano de Retomada Econômica do Estado, onde foram anunciadas as ações acatadas para que o índice de propagação do novo coronavírus não continue crescendo.

De acordo com Patrícia Ellen, Secretária do Desenvolvimento Econômico, mais medidas para contenção da pandemia serão tomadas. A adoção de restrições específicas de 25 a 27 de dezembro e 01 a 03 de janeiro, como a fase vermelha, serão acatadas. Nessas datas só serão permitidas a abertura de serviços essenciais, como transporte, mercados, padarias e serviços de saúde.

Não são permitidos:

. Abertura de Shoppings, comércios e galerias;
. Consumo local em bares e restaurantes;
. Eventos, convenções e atividades culturais;
. Salões de beleza e barbearia;
. Academias de esportes e centros de ginástica;

Segundo o Secretário de Saúde de São Paulo, Jean Gorinchteyn, a fiscalização em todo o Estado permanecerá acontecendo e já foi ampliada de 200 a 1000 agentes sanitários nas ruas. A ação também  conta com o apoio da Polícia Civil e Militar.

Presidente Prudente, por exemplo, retorna totalmente à fase vermelha, a última do plano. O que levou a cidade ao regresso foi o índice de 83,1% de ocupação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para o tratamento de pacientes com Covid-19. A reclassificação à fase 1, atinge todos os 44 municípios do Oeste Paulista que são vinculados ao Departamento Regional de Saúde (DRS) com sede em Prudente.

Essa foi a única região rebaixada, as outras 16 permanecem na fase amarela. Na próxima coletiva, no dia 07 de janeiro de 2021, nenhum DRS será classificado na fase verde.