Prefeito de Mogi reforça que aterro sanitário não será construído na cidade

Firmando um contrato emergencial, Caio Cunha afirma que atividades de coleta se manterão na cidade

Gabriel Jabur

Em suas redes sociais Caio Cunha (Podemos) afirmou seu compromisso com o trabalho de não realizar a construção de um aterro sanitário na cidade nessa quarta-feira (04).

Com um projeto de Parceria Público-Privada iniciado em 2019, o prefeito da cidade mogiana confirmou que uma nova parceria emergencial com uma empresa de coleta sanitária foi realizada a fim de que ela realize suas tarefas regulares em Mogi.

“O projeto de PPP da nossa gestão deverá garantir ao município sustentabilidade, alta tecnologia e economicidade, trazendo aos mogianos o que eles merecem: o melhor serviço, pelo menor preço. A nova empresa, que assumirá essa parceria, ficará anos à frente da limpeza municipal e, por isso, precisamos garantir qualidade” afirmou.

Evitando que um aterro sanitário fosse instaurado na cidade, a empresa de coleta continuará as mesmas atividades da empresa anterior, mantendo os serviços de coleta de lixo e limpeza urbana.