Guararema se tornou cidade modelo na coleta seletiva do lixo

Diversos produtos compostos por vidro, plástico, papel ou alumínio podem ser reciclados, quando os materiais são reutilizados reduzimos o uso de matérias primas

Já parou para pensar para onde vai cada pedacinho de plástico, papel, vidro e outros materiais que simplesmente descartamos quando não vemos mais utilidade? Estamos habituados a consumir diversos materiais em nossa rotina que possivelmente não tenhamos consciência de sua origem ou para onde será destinado, e muitas vezes, não sabemos que substâncias foram usadas em sua composição. E mesmo assim consumimos determinados produtos já no automático, justamente pelo hábito que criamos. A verdade é que a grande maioria dos materiais que simplesmente descartamos no lixo podem ser reciclados.


 Diversos produtos compostos por vidro, plástico, papel ou alumínio podem ser reciclados, quando os materiais são reutilizados automaticamente reduzimos o consumo de matéria-prima e diminuímos a poluição da água, do ar e do solo. Além disso, a reciclagem minimiza a quantidade de lixo acumulado em aterros sanitários e lixões, contribuindo para a redução da produção de gases tóxicos e de chorume, que são substâncias prejudiciais para o meio ambiente. 


 Por isso, a importância da reciclagem também está ligada ao desenvolvimento sustentável, que engloba não só o meio ambiente, mas também diversos aspectos sociais e econômicos. Isso porque, quando descartamos os produtos de forma adequada agregamos valor ao processo e ao material, já que melhoramos os índices de reaproveitamento, barateamos o custo de produção e estimulamos o crescimento da reciclagem. 
Desse modo, é cada vez mais comum encontrarmos projetos e iniciativas de apoio ao reaproveitamento de materiais recicláveis nos grandes centros urbanos, assim como acontece em Guararema.

 

Escolas, empresas e ONGs realizam ações para conscientizar as pessoas a terem uma atitude mais sustentável e aderirem ao processo de coleta seletiva. Segundo a Prefeitura Municipal de Guararema, são realizadas ações para sensibilizar a população toda semana através de conteúdos divulgados em suas redes sociais, além do trabalho realizado com os alunos da rede municipal por meio de programas e agora na recém-inaugurada, Escola da Natureza em Guararema.


Os projetos que auxiliam os moradores no processo de reciclagem na cidade, começa dentro de suas casas com a separação do lixo seco, que são os aptos a serem reutilizados.

Ainda de acordo com a Prefeitura, na implantação da coleta seletiva na cidade é feita em apenas dois tipos: recicláveis e não recicláveis. Além disso, o ato de separação de materiais recicláveis interfere em outros pontos da vida da população que muitas vezes nem imaginamos. Por exemplo, a reciclagem gera empregos em cooperativas e contribui para a renda de diversos catadores de materiais recicláveis que fazem um trabalho muito importante recolhendo, separando e encaminhando o material diretamente para a reciclagem. A reciclagem também diminui os impactos ambientais melhorando a qualidade do ar, diminuindo as doenças respiratórias.  

 

O projeto piloto da Prefeitura, que foi implantado em parceria com a e cooperativa de reciclagem Guararecicla, inicializou em dezembro de 2017 exclusivamente em propriedades públicas do município e em alguns condomínios. Depois do período do projeto piloto, a coleta seletiva foi finalmente implantada na cidade atendendo o Centro, o bairro Nogueira e Ipiranga e segue em fase de expansão para outros bairros.


A coleta seletiva do lixo é realizada semanalmente pela cooperativa Guararecicla, todas as quartas-feiras ela é feita no bairro Ipiranga e às quintas-feiras no Centro e no Nogueira, sempre a partir das 14h. Nos dias citados, a coleta do lixo comum nesses bairros é suspensa no período da tarde.  Todo o lixo apto para reciclagem, é levado para o galpão da Guararecicla, que faz todo o trabalho de triagem do material recolhido na cidade e depois vende para empresas que transformarão os resíduos em novos produtos.