Polícia Militar Ambiental reforça sobre captura de gambás

Maus-tratos a esses animais são considerados crimes ambientais

Paulo de Melo

Em época de final de ano, se torna muito comum o aparecimento de gambás nas áreas residenciais da região. O animal mostrado na imagem, é da região de Santa Isabel, também comum em Guararema, em áreas rurais e urbanas.

Segundo informações da Polícia Militar Ambiental, os gambás são controladores de escorpiões e carrapatos, e ainda ajudam com outros tipos de espécies que são vistas como pragas para a agricultura, como insetos.

''Se encontrar um gambá em um lugar inusitado, o melhor a fazer é esperar que ele saia sozinho. Mexer no animal ou no seu ninho é crime'', diz Polícia Militar Ambiental

A PM reforça que a caça, captura e maus-tratos contra esses animais são crimes ambientais, e quem o comete pode ser responsabilizado criminalmente e administrativamente, e a multa é no valor de até 3.000,00 por animal afetado.