Moradores exigem que farmácias 24 horas em Guararema estejam prontas para atendimento

Guararemenses relatam falta de atendimento em farmácias e exigem melhores condições nos serviços prestados

Divulgação

A cidade de Guararema não conta com farmácias com funcionamento 24 horas e os munícipes entraram em contato com o O Novo relatando a dificuldade de encontrar medicamentos durante a madrugada. Por meio de uma enquete realizada nas redes sociais do jornal, a questão foi comprovada, sendo que todos os votantes indicaram que já precisaram ir até uma farmácia durante a madrugada, mas não encontraram nenhuma aberta na cidade.

A moradora Rita Martins afirma que não haver farmácias de plantão é um “absurdo” e conta, ainda, que, quando precisa ir à farmácia de madrugada, tem que se deslocar para a cidade vizinha, Jacareí. 

Questionada pela inexistência do rodízio de farmácias na cidade, a Prefeitura de Guararema afirmou que “o município não tem demandas para nenhum tipo de serviço 24 horas para que o estabelecimento fique com suas portas abertas, uma vez que iríamos esbarrar na lei Lei 13.874, de 20 de setembro de 2019, que institui a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica e estabelece garantias de livre mercado”, concluiu. 

Cabe, então, ao Poder Legislativo da cidade, caso haja demandas, desenvolver uma lei municipal para o funcionamento de um rodízio de farmácias, para que tenha atendimento ininterrupto à comunidade.