Registros de emissão de CNH apresentam divergências

Arquivo Pessoal

Segundo o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) de São Paulo, o número de pessoas com Carteira Nacional de Habilitação (CNH) cresceu no Alto Tietê. No ano passado, o número de CNHs era de 15.671, neste ano passou para 17.858. De acordo com a pesquisa, houve uma alta de 14% nas emissões da primeira habilitação.
Além disso, a cidade que teve o maior número de CNHs emitidas foi Itaquaquecetuba com 4.658, em seguida aparece Mogi das Cruzes e Salesópolis com 4.210. Guararema teve um aumento de 7% comparado ao ano anterior, segundo a pesquisa.
Roberto Alves Ferreira, que é diretor da autoescola São Judas Tadeu em Guararema, conta que teve uma queda de 40% desde 2015. “Nos baseamos no número de matrículas de um mês para o outro e acompanhamos pelo exame de trânsito, o número de alunos do concorrente. Então temos assim uma ideia geral do número de alunos”, ressaltou. De acordo com ele, a crise e o surgimento do Uber foram os fatores que contribuíram para a queda das emissões de CNHs nesses anos.
Tem direito a CNH o jovem que tem 18 anos e sabe ler e escrever. Nesta idade, só é permitido habilitação para carro e moto. Outros veículos, como caminhão e ônibus, somente a partir dos 21 anos. Para tirar a carteira é necessário primeiro dar entrada no pedido de habilitação na própria unidade do Detran SP da sua cidade, e depois são feitos os exames médico e psicotécnico, as aulas teóricas com prova, aulas com simulador e, por fim, as aulas práticas com a avaliação final.