Educador físico de Guararema ajuda pais na prática de exercícios

Arquivo Pessoal

A prática de exercícios físicos vem se tornando algo comum. Além de combaterem o sedentarismo, estudos comprovam que as atividades ajudam na autoestima, e evitam algumas doenças.
O  que chama atenção atualmente é a quantidade de idosos que estão  procurando se exercitar.  A prática contribui de maneira significativa para a vida dos idosos, fazendo com que tenham uma vida saudável e com menor probabilidade de doenças. O Jornal O Novo conversou com o educador físico Dráusio Marcondes, de 41 anos, que recentemente gravou um vídeo e publicou nas redes sociais sobre seus pais, Elieser, de 84 anos, e Ofélia de 76, que praticam exercícios.
Para o profissional, é importante começar a prática de exercícios cedo. “A realidade é que todos deveriam fazer exercícios. A partir dos 30 anos, começamos a perder massa muscular e óssea e a atividade ajuda na manutenção, melhora o equilíbrio, eleva a autoestima, diminui a ansiedade, melhora o humor, é ótimo para o coração e ajuda no controle de doenças crônicas”, comenta. 
Dráusio, que é personal trainer de oito idosos, falou à redação sobre a prática de exercícios desta faixa etária: “a quantidade de idosos praticantes de atividade  aumentou. Com medicina preventiva, alimentação saudável, e outros fatores, a expectativa de vida cresceu”.  Ainda de acordo com ele, os idosos precisam de uma atenção especial, avaliação médica e um profissional competente. “Não tem idade limite para praticar exercício, o que pode haver é limitação do aluno, tendo o professor que se adequar ”, afirma. 
Sobre o vídeo que repercutiu no Instagram, o educador físico conta que decidiu filmar seus pais para incentivar as pessoas mais velhas a se exercitarem mais e levar uma vida mais ativa, além de também prestar uma homenagem. “Eles sempre incentivaram a praticar algum esporte ou atividade; sempre foram ativos. Meu irmão também é professor de Educação Física, dá aula para a minha mãe e eu dou aula para o meu pai, que  inclusive foi quem pediu para fazer exercícios”, explica.