"A luz do Senhor"

João 1- 9 e 10 diz: Se confessarmos os nossos pecados, Ele é fiel e justo para nos perdoar e nos purificar de toda injustiça.  Se dissermos que não temos cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a Sua palavra não está em nós. 
Quanto mais próximos de Deus estivermos, mais seremos conscientes de nossos pecados, fraquezas e fragilidades. De modo oposto, quanto mais longe de Deus estivermos, mais claramente enxergaremos o pecado, fraqueza e fragilidade dos outros.   Esta é uma transição que devemos todos passar.  Vivíamos nas trevas e Cristo traz iluminação para nosso entendimento. Se aceitarmos Suas verdades, nos tornaremos vivos espiritualmente,  se dará início a nossa gestação espiritual.
Através desta gestação venceremos todos os nossos vícios, tradições e religiosidades gravadas em nossas mentes durante a nossa existência.  A isto, respondeu Jesus: Em verdade, em verdade te digo que, se alguém não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus. A proposta é a renovação da nossa  mente todas as manhãs, através do Espírito Santo de Deus nos direcionando para a santificação. Esta santificação deve ser real, pois não haverá salvação sem ela. Intitulamos o nascer de novo, ser nova criatura em Cristo como confessarmos, nos arrependermos e deixarmos todos os nossos pecados.  Nos tornarmos  homens espirituais, voltados ao espírito mais do que à carne. O pecado não é meramente um ato ou uma condição humana. Envolve uma significação cósmica e tem por seu originador um tipo de deus supremo da maldade o qual chamamos de diabo ou satanás.  Há excelentes evidências de que forças espirituais malignas existem e afetam a vida dos homens para o pior. Efesios 6-12 nos mostra isso claramente: porque a nossa luta não é contra o sangue e a carne, e sim contra os principados e potestades, contra os dominadores deste mundo tenebroso, contra as forças espirituais do mal, nas regiões celestes. 
Deus busca a nossa lealdade, o Senhor Deus não força ninguém a segui-lo; antes permite que os homens aprendam que o Seu caminho é o certo e possam escolhê-lo. O Novo nascimento coloca o homem como filho de Deus, Deus é seu pai, todo filho obedece ao pai. Todo filho deve ter a mesma natureza do pai, logo a natureza santa de Deus Pai deve ser manifestada diariamente em sua vida como filho.