Para o nosso povo, já é realidade

Em dia de jogo da seleção brasileira a gente vê de tudo. Tem aqueles que choram, vibram, assistem a partida sozinhos, discutem com a televisão, comemoram com gritos, enfim, esses e outros zilhões de tipos de pessoas e emoções. Não é de hoje que os brasileiros demonstram sua paixão ao time durante a Copa do Mundo. A cada quatro anos, esse nacionalismo se renova e agrega novos “adeptos”. Como a internet é um meio em constante evolução, não poderia deixar de mostrar como as pessoas reagem durante esta época. Nos últimos dias está sendo difícil rolar a barra de notificações do Facebook e não ver uma publicação ou um famoso “meme” referindo-se a Neymar, Coutinho, Gabriel Jesus, o time todo, o Tite e o mascote “Canarinho Pistola”. Com tom de humor, característico do nosso povo, o amor pela camisa verde e amarela se revela diariamente. Parece que as calçadas e ruas decoradas com as cores do país, mais tradicionais em tempos passados, deram espaço para os “feeds” do meio virtual, sejam eles da rede social de Zuckerberg ou dos sites e portais de notícia. Pois é, o brasileiro não perde a esperança. Mesmo depois do famigerado 7x1 contra a Alemanha, que por sinal já foi vingado, é nítida a expectativa de levantar a taça novamente. Do Oiapoque ao Chuí, pessoas se reúnem em volta da televisão para vibrar pelos jogadores. Mesmo em casa, as mais empolgadas se cobrem com a bandeira do país, passam tinta no rosto e têm roupas especiais para dar sorte. Sem dúvidas, a Copa do Mundo para o brasileiro que torce de verdade é um momento único e especial. Claro que existem aqueles que não fazem questão alguma de acompanhar os jogos, tampouco de torcer. Mas por alguns dias, o povo eufórico parece deixar guardado o sentimento ruim de frustração com outras questões importantes, que de fato não andam nada bem por aqui. De qualquer forma, nas redes sociais, andam dizendo que “o Hexa já é realidade”. Que nossas palavras sejam ouvidas, então. Vai, Brasil!