Programa que realiza o acompanhamento de pacientes que tiveram Covid-19 completa um ano em Guararema

Desde junho de 2020, o Ambulatório Pós-Covid já atendeu mais de 140 pacientes; eletrocardiogramas, espirometria e tomografia de tórax são alguns dos serviços oferecidos

Reprodução

O Ambulatório Pós-Covid de Guararema completa um ano de funcionamento nesta segunda-feira (21/06). O programa foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Saúde para ampliar o atendimento contra o novo coronavírus.

Antes, o serviço era disponibilizado na Escola Profissionalizante Prefeito Sebastião Alvino de Souza, mas, foi realocado para o Centro de Especialidades de Saúde e Apoio à População (Cesap) e manteve a média de atendimentos. 

No local são realizados exames laboratoriais, eletrocardiogramas, espirometria, tomografia de tórax, além de fisioterapia e acompanhamento com cardiologista e pneumologista. Até o momento 144 pessoas já foram atendidas na unidade.

Como a Covid-19 é uma doença que pode causar sequelas a curto, médio e longo prazo, a Secretaria Municipal de Saúde criou o ambulatório no intuito de que as pessoas que deixaram a internação por conta do novo coronavírus continuem sendo avaliadas por médicos, para que estes identifiquem possíveis sequelas causadas pelo vírus. 

“Após as primeiras internações em leitos clínicos e complementares, a Secretaria Municipal de Saúde constatou a necessidade de implantar um ambulatório para avaliação de pacientes que estiveram internados devido ao coronavírus. Foram definidos o público-alvo e as especialidades, bem como exames complementares necessários”, explica a Secretaria Municipal de Saúde, Adriana Martins. “Nesse sentido, criamos o Ambulatório Pós-Covid para que essas pessoas continuem sendo assistidas por especialistas para que estes verifiquem o tratamento necessário aos pacientes que foram acometidos com a doença”, completa a titular da Pasta. 

Por meio do Setor de Regulação, a Secretaria Municipal de Saúde monitora os pacientes internados na Santa Casa ou que necessitam de transferência para outras unidades. Após o período de internação, o paciente é informado sobre a existência do ambulatório e sobre a importância de realizar o acompanhamento junto aos profissionais de saúde do município. O atendimento no local é realizado uma vez ao mês, de forma agendada, até que o quadro clínico do paciente esteja estável. 

“O atendimento no ambulatório é fundamental para a completa recuperação dos pacientes que estiveram internados”, ressalta a secretária Adriana. “Existem diversos tratamentos para melhorar o quadro clínico dos pacientes que tiveram a Covid-19, como a fisioterapia, por exemplo, também oferecida no ambulatório de Guararema”.

O acompanhamento é realizado de forma gratuita e pelo tempo necessário para a ampla recuperação dos pacientes.