Morreu neste domingo o homem que foi baleado durante uma discussão no trânsito em Mogi das Cruzes

Ricardo de Oliveira deixa a esposa e o filho de 5 meses; desentendimento aconteceu no dia 4 abril na Vila Oliveira

Reprodução

O auxiliar de estoque Ricardo de Oliveira Penha Soares, 25, teve a morte confirmada na noite de ontem (18/04) pela família. O homem estava internado desde o dia 4 de abril no Hospital Luzia de Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, após ser atingido por um tiro durante uma discussão de trânsito.

Através das imagens de uma câmera de segurança, é possível acompanhar o momento exato em que a discussão teve início e a hora em que o administrador de empresas Iago Alves de Oliveira, 29, efetuou um disparo contra o auxiliar. O caso ocorreu no cruzamento das ruas Francisco Assis Monteiro de Castro e Frederico Straube, na Vila Oliveira.

No dia 6 deste mês, Iago passou pela audiência de custódia, onde foi definido que ele responderia pelo crime em liberdade. Ele alegou que agiu em legítima defesa.

De acordo com o juiz Gustavo Alexandre da Câmara Leal Belluzzo, apesar de o crime ter sido registrado como tentativa de homicídio, após o ocorrido, o autor dos disparos “manteve-se calmo e sereno, saindo no veículo e mantendo-se no local e colaborando com as autoridades”.

Ricardo deixa a esposa e o filho, de apenas cinco meses.