Mesmo em pandemia, bailes provocam aglomerações em ruas de Mogi das Cruzes

Festas se estenderam por toda madrugada do natal e deixaram sujos diferentes espaços públicos 

John Simões

A noite do dia 24 foi bastante incômoda para os moradores do bairro mogiano Parque Olímpico. Isso porque, em plena pandemia, jovens sem nenhuma proteção se aglomeraram nas ruas do bairro. Além disso o tumulto inibia a entrada ou saída dos munícipes de suas casas,

Vários moradores registraram em suas redes sociais, fotos e vídeos do baile que começou na noite do dia 24 e se estendeu até o início da tarde do dia 25. Segundo o engenheiro de aplicação, John Simões de Siqueira, a madrugada do feriado não foi nada fácil para sua família “Resolvi me manifestar porque minha filha acordou várias vezes com medo do barulho e não consegui nem sair da minha casa porque bloquearam a entrada com um carro (com o som extremamente alto)”.

"Não sou contra curtir uma festa, mas nessa fase em que vivemos..."
John Simões

John conta que o baile acontece há 5 anos, mas que neste em específico esperava respeito e conscientização dos frequentadores por conta da pandemia e das restrições que precisam ser seguidas para acabar com a doença. A história ainda se agravou, quando, segundo o morador, seus pais foram ameaçados por alguns jovens. 

Após a aglomeração as ruas da cidade amanheceram sujas e cheias de cacos de vidro, plásticos, copos e sacolas descartáveis. O trabalho dos coletores de lixo do município foi rápido e a limpeza aconteceu logo após a dispersão das pessoas. 

Contudo os eventos não se limitaram apenas ao Parque Olímpico, segundo a Prefeitura de Mogi das Cruzes, foram atendidos diversos chamados por toda a cidade na noite de Natal. Nas ligações sempre era orientadas as regras da fase em que nos encontramos do Plano São Paulo. 

De acordo com a Polícia Militar, os eventos aconteciam em constante mudança, por conta das assíduas operações. Mesmo com a fiscalização, assim que um chamado é realizado, é avaliada a gravidade da situação, para assim, realizarem uma ordem prioritária. Para se deslocar, o órgão considera a segurança de todos no local, tanto dos moradores e frequentadores quantos dos agentes encaminhados ao espaço.

Esse tipo de festa só será liberado quando entrarmos em nova fase no Plano de Retomada Econômica, por enquanto, com a região ainda na fase amarela, aglomerações são proibidas assim como estabelecimentos vendendo bebidas alcoólicas após às 20h. Já a PM diz que está aberta a discussões para encontrar soluções e outras opções de lazer que sejam viáveis e seguras aos jovens.