Instituições religiosas comentam sobre os protocolos tomados para cultos e missas presenciais

Todos os locais contam com disponibilização de álcool em gel, uso obrigatório de máscaras e a imposição do distanciamento social

Divulgação

Após o avanço do Alto Tietê para a fase verde do Plano São Paulo, fica permitida a ocupação máxima de 60% da capacidade local em eventos e convenções, como igrejas e atividades culturais. Pensando na possibilidade deste aumento em Guararema, o Jornal O Novo conversou com instituições religiosas para saber quais medidas estão sendo tomadas sobre a pandemia de Covid-19.

Segundo a Paróquia São Benedito, com o avanço de fase comunicado pelo Governo do Estado, algumas coisas mudaram na Igreja, “antes era até 50 pessoas, agora pode ser até 70 pessoas. E a partir dessa semana haverá o retorno das missas presenciais nas comunidades maiores que ficam nos bairros do Ipiranga, Nogueira e Itapema”.

Para participar das missas na Paróquia São Benedito não é necessário agendamento, “lembrando que neste tempo de Pandemia a Igreja desobriga a participação nas missas, podendo acompanhar em casa, pelas redes sociais e televisão”.

A Paróquia Nossa Senhora da Escada afirma que recentemente soube sobre a possível ampliação e estuda quais atitudes serão tomadas, “com certeza, aumentando a capacidade ficará melhor organizado se fizermos algo por ordem de chegada. Ainda que na Igreja Nossa Senhora da Escada tenhamos o inconveniente da falta de ventilação, então, não poderemos aumentar muito”.

Em relação as igrejas evangélicas, o Pastor Luciano Ferreira, da Assembleia de Deus informa: “acho importante observar o decreto da cidade primeiro para falar em números, se não tiver citando templos seja qual forem, é importante observar para não haver equívoco”.

Ele ainda explica que os cultos seguem protocolos orientados pela Vigilância Sanitária, como disponibilização de álcool em gel e uso obrigatório de máscaras.