O que é cringe? A pergunta mais pesquisada nesta semana

Falar litrão ou boleto, vestir calça skinny e sapatilhas, gostar de Friends e Harry Potter, são algumas das atitudes consideradas cringe

Greengo Dictionary

Se durante essa semana você ainda não viu pessoas falando sobre coisas “cringe” ou discussões nas redes sociais sobre o termo, há uma grande chance de você ser cringe. Brincadeira... ou não.

O termo utilizado pela geração Z, para definir atitudes cafonas dos millennials, caiu na graça da geração com mais de 25 anos, ao descobrir que tomar café, partir o cabelo de lado, falar litrão ou boleto, vestir calça skinny e sapatilhas, gostar de Friends e Harry Potter são atitudes que geram uma certa “vergonha alheia”.

Para se ter uma ideia do quão o termo tomou conta das redes sociais, “O que é cringe?”, foi a pergunta mais feita no Google nesta semana. O termo de língua inglesa, que na verdade é um verbo, virou adjetivo e gíria por aqui, e define o que a geração Z (nascidos entre 1995 e 2010) pensam dos millennials (nascidos entre 1980 e 1994). 

Não se sabe ao certo quando a palavra passou a ser usada dessa forma, mas a polêmica sobre as "atitudes cringes" começou no Twitter na semana passada. Na rede social, uma influenciadora millennial questionou o que a geração Z achava vergonhoso sobre a geração Y. 

Os millennials resolveram entrar na discussão. Na lista de mico dos mais novos, eles colocaram: dancinhas do TikTok, usar fancam (vídeos com melhores momentos dos ídolos) para fazer postagens nas redes sociais, usar emojis como ironia e cabelo partido no meio.

Cringe não foi a única palavra que se destacou nas buscas do Google nesta semana, “Geração Z” e “Geração Y” também dispararam, com aumento de 700% e 740% na plataforma. 

No Instagram, a hashtag #cringe já tem mais de 23 milhões de publicações. No Tiktok, vídeos com a mesma hashtag já ultrapassaram 10,5 bilhões de visualizações. 

E você, é cringe?