O Novo fecha parceria com cartógrafo canadense para divulgação de mapas da disseminação do Covid-19

divulgação

A cada 14 dias, o jornal irá trazer dados atualizados do vírus na região de forma intuitiva e atualizada

O cartógrafo canadense Ronald Halliday, de 43 anos, desenvolve desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, um mapa sobre o crescimento da doença no país. Formado em Cartografia Digital na Faculdade de Ciências Geográficas no Canadá, Halliday se mudou para o Brasil em 2004, onde ficou até o ano de 2009. Ele morou e trabalhou com cartografia no Peru e Paraguai, retornando ao Brasil, em 2016. 

Após sua volta, o canadense morava em Brasília, onde trabalhou no desenvolvimento de produtos cartográficos para dois importantes órgãos do país. Para o IBAMA, ele desenvolvia mapas sobre o desmatamento no Brasil e na Confederação Nacional do Transporte (CNT), elaborava mapas para um atlas multimodal. Desde 2015, Ronald acumula uma nova função, devido sua paixão por jogos e seu conhecimento em mapas, começou a desenvolver jogos de tabuleiro

Mas, por conta da paralisação mundial devido à pandemia, Ronald deixou de lado sua segunda função para a elaboração dos mapas do Brasil sobre a pandemia. “No início da pandemia, eu queria entender o desenvolvimento da doença pelo país, mas não encontrava sites ou organizações que fizessem um trabalho que, ao meu modo, trouxesse as informações claras e detalhadas da maneira que eu queria visualizá-las. Por isso, decidi criar o meu próprio mapa com os dados fornecidos pelo Brasil.Io”, concluiu. 

Com reconhecimento no Twitter e página no Facebook, O NOVO, tem o prazer de anunciar que, a partir de agora, teremos os mapas de Ronald a cada duas semanas, com as informações claras e detalhadas sobre a pandemia em nossa região, o Alto Tietê, nos últimos 14 dias.