Novos desdobramentos apontam que MC Kevin mantinha relações sexuais com affair na varanda e caiu ao tentar pular para o andar de baixo 

O funkeiro e morador de Mogi das Cruzes morreu no último domingo após uma queda do 5º andar de um edifício; a morte do jovem ainda deixa muitas dúvidas sobre o que realmente aconteceu no fatídico dia

Reprodução

A morte precoce do músico, Kevin Nascimento de apenas 23 anos, no último domingo, 16, ainda é um fato que causa muitas dúvidas sobre o que realmente aconteceu. No entanto, a polícia do Rio de Janeiro já está apurando os fatos e ouvindo as testemunhas do caso.

Entre elas estão a modelo e acompanhante de luxo Bianca Domingues e o amigo do cantor, Victor Elias Fontenelle, mais conhecido como MC VK. Os dois foram ouvidos pelo delegado responsável pelo caso, Henrique Damasceno, titular da 16ª DP.

Durante os depoimentos, as testemunhas afirmaram que Kevin e Vitor estavam passeando no calçadão quando conheceram a modelo em um quiosque, na tarde de domingo, 16. Os três então seguiram juntos para o quarto de número 502, onde ocorreu a tragédia.

Nos relatos, também foi dito que Bianca e Kevin teriam mantido relações sexuais na suíte e, mais tarde, seguiram para a varanda. Com receio de que a esposa chegasse, o MC teria tentado pular para o apartamento de baixo. A esposa, Deolane Bezerra, estava hospedada no mesmo hotel, no quarto 1302, e na hora do ocorrido procurava pelo marido através de ligações e mensagens, mas sem deixar o apartamento em que estava.

Kevin caiu de uma altura de aproximadamente 18 metros. O artista foi socorrido por equipes do quartel do Corpo de Bombeiros e foi levado ao Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea, na Zona Sul, mas não resistiu aos ferimentos. 

Segundo o inquérito policial, já foram ouvidas ao menos oito pessoas. Além da esposa, do amigo e da modelo, amigos e a equipe de produção de shows do artista prestaram declarações. O músico deixa uma filha de apenas 5 anos.