André Valadão rebate críticas sobre culto no Metaverso: “já estava na hora da igreja chegar lá”

Encontros ministrados pelo pastor no espaço virtual chegaram a contar com a participação de mais de 130 pessoas

Reprodução/Instagram

O pastor André Valadão, através de suas redes sociais, rebateu críticas de seguidores sobre a realização de um culto no Metaverso. O religioso estreou as pregações na realidade virtual na semana passada, no templo virtual batizado de “Lagoverso”.

“No Metaverso, pessoas fazem negócios, se prostituem, apostam e por aí vai. Já estava na hora da igreja chegar lá”, escreveu Valadão, em resposta ao comentário de um seguidor que o acusou de ter “se perdido” por realizar um culto de maneira virtual.

“Hoje estavam lá mais de 130 pessoas. Elas são reais sim e estavam lá”, defendeu o pastor. “Você é mais um dos “atrasados” que igual tem hoje um celular na mão, mas talvez um dia disse que a TV era do Diabo e a Internet também”, completou.

Cultos virtuais

No primeiro culto ministrado no Lagoverso, espaço idealizado pelo ministério de jogos digitais da Lagoinha Orlando Church, da qual André Valadão é líder, cerca de 150 pessoas participaram, das quais, segundo ele, “dez foram a frente e entregaram a vida para Jesus em oração.”

Houve, ainda, um encontro entre os fiéis no estacionamento da igreja após o culto. Tudo foi feito virtualmente, dentro do Metaverso.

O Metaverso

Metaverso é o termo usado para falar sobre uma espécie de “mundo virtual” que busca replicar a realidade usando equipamentos digitais. É um espaço virtual e compartilhado, formado pela soma de “realidade virtual”, “realidade aumentada” e “internet”.