Projeto Noites de Mistério deve se aprofundar na história de Mogi das Cruzes

Encabeçado pela Secretaria Municipal de Cultura, visitas em locais históricos da cidade ajudam a manter viva as tradições e cultura da cidade

Divulgação/PMMC

Com o objetivo de difundir a história e cultura popular de Mogi das Cruzes, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo realizará a partir dessa sexta-feira
(13) o projeto Noites de Mistério.

Utilizando de visitas monitoradas pelas ruas da cidade no período noturno a partir das 19 horas, o percurso será feito a pé e levará cerca de uma hora. O ponto de partida será o marco zero da cidade, na praça Coronel Benedito de Almeida (em frente à Catedral de Sant´Anna) e seguirá pelo Centro Histórico, passando por vários pontos emblemáticos, como a Capela de São Sebastião, na rua Senador Dantas, construída em memória ao escravo Sebastião, enforcado no ano de 1839.

“A ideia é trazer os participantes para uma imersão na história da cidade, a partir de relatos e lendas. Há muitos fragmentos da história de Mogi das Cruzes pelas ruas da área central, que muitos mogianos não conhecem. É, na verdade, mais um projeto de educação patrimonial, com esse apelo de mistério, que esperamos despertar a partir do trajeto a pé e no período noturno pelas ruas da nossa cidade”, destaca a secretária municipal de Cultura e Turismo, Kelen Chacon, idealizadora do projeto.

O grupo será guiado por um monitor que é historiador da Secretaria de Cultura, onde contará histórias, curiosidades, lendas e também o que está por trás das construções do Centro Histórico da cidade.

Com grupos compostos por no máximo 20 pessoas, a seleção se dará por ordem de inscrição. Os participantes devem ter 12 anos no mínimo. O projeto será realizado sempre às sextas-feiras e as próximas edições acontecerão nos dias 28 de agosto, 10 e 24 de setembro, já que a visita inaugural está com suas vagas ocupadas.

Mais informações sobre o projeto Noites de Mistério podem ser obtidas pelo telefone 4798-6910.