Odvane Rodrigues explica o motivo da suspensão das oficinas oferecidas pela AMAC 

Aproximadamente 1.500 pessoas eram beneficiadas pelas aulas esportivas e 600 na área da Cultura

Nesta semana, o secretário de Esportes, Cultura e Lazer e vice-prefeito, Odvane Rodrigues, concedeu uma entrevista para o jornal O Novo, com o intuito de esclarecer o motivo pelo qual as oficinas oferecidas pela Associação Mogiana de Ações para a Cidadania (AMAC), foram suspensas.

"Houve a necessidade de novos ajustes no contrato"

De acordo com Rodrigues, a Prefeitura desenvolvia, há muitos anos, um trabalho em parceria com a AMAC. Porém, por motivos administrativos e pela necessidade de uma alteração contratual, não haverá a renovação destes serviços. O secretário explica que a decisão é momentânea e reforça que reconhecem o bom trabalho desenvolvido pelos professores/oficineiros e sabem da importância destas atividades para a qualidade de vida e bem-estar da população.

Em relação aos oficineiros a decisão de suspender ou não as ocupações cabe a AMAC - a Prefeitura não pode interferir neste processo. Em resposta, a Associação já declarou que cumprirá fielmente com suas obrigações trabalhistas, dando toda a assistência necessária a esses profissionais.

“Nós da Prefeitura estamos dando prioridade no processo licitatório”

A previsão é que dentro de um prazo de 90 dias o processo licitatório para a retomada das atividades seja analisado. É um processo que segue normas administrativas e legais, e por isso pode levar até 3 meses para aprovação. Além disso, uma renovação de contrato será realizada, para fazer uma análise criteriosa no serviço oferecido e mexer nos pontos necessários. 

Vale ressaltar que a AMAC oferecia 8 oficinas culturais e 22 esportivas. Aproximadamente 1.500 pessoas eram beneficiadas, no Esporte e 600 na Cultura. E ainda havia cursos socioassistenciais oferecidos pela Secretaria de Assistência Social, Habitação e Cidadania como de corte e costura, manicure e cabeleireiro.

Alunos matriculados

Os alunos que já estavam matriculados terão sua inscrição congelada e, assim que as atividades forem restabelecidas, as aulas serão retomadas do ponto onde pararam. Também não haverá mudança no período de duração das oficinas. Atualmente, cada aluno pode fazer 11 meses de aula. Caso ele já tenha feito, por exemplo, três meses, ele terá direito de continuar frequentando a oficina por mais 8 meses. O mesmo vale para aqueles que estão com o nome na sala de espera. A ordem permanecerá a mesma.