Futuro que inspira a sustentabilidade em Guararema

equipe do O Novo foi até a Escola Municipal Getúlio Vargas conversar com uma turminha experiente no assunto e os pequenos estão super engajados no tema

Ter hábitos sustentáveis e preocupar-se com o meio ambiente são atitudes que devem ser estimuladas desde cedo, quanto antes elas são iniciadas, mais fácil fica para que iniciativas simples se tornem parte da nossa rotina.
Dessa forma, quando pensamos em sustentabilidade, estamos entrando sem dúvidas no campo da educação, afinal, o nosso futuro dependerá do que as novas gerações se espelham hoje. E para incorporar temas como esses nas escolas municipais de Guararema, as crianças aprendem desde cedo na teoria e na prática o que é sustentabilidade, como podemos preservar, e o mais importante: o que podemos fazer para ajudar.


Para ver isso de perto, a equipe do O Novo foi até a Escola Municipal Getúlio Vargas conversar com uma turminha experiente no assunto, e não restam dúvidas de que os pequenos estão super engajados no tema. Não é à toa: recentemente eles conquistaram a premiação máxima concedida pela “Gincana Xô Desperdício”, que é promovida pela EDP. Na premiação, a escola recebeu um kit de geração fotovoltaica com capacidade de geração de 2,5 Kwp, que corresponde, aproximadamente, a 300 KWh/mês. Ficou bem claro que os pequenos não estão para brincadeira. 


A sustentabilidade nas escolas consiste na aplicação de um conjunto de práticas e ensinamentos focado na questão do desenvolvimento sustentável do planeta. Isso porque, a pertinência deste assunto está cada vez mais alta, já que a atual geração vivencia os problemas da escassez dos recursos naturais e de degradação do meio ambiente. Essa realidade está mais que presente nas dificuldades e nos desastres que presenciamos, como falta de água, contaminação do solo ou deslizamentos causados pela destruição da vegetação natural.


Para desenvolver isso com os alunos, a escola leva para a sala de aula conteúdos que visam a preservação do meio ambiente, e o mais importante, proporcionam aos alunos a oportunidade de colocar a mão na massa com atividades práticas. Na escola, existe um espaço destinado para a coleta de materiais recicláveis, que são levados pelos próprios estudantes depois de separarem os resíduos em suas casas, após isso, os materiais são recolhidos e levados até o centro de reciclagem. 


Felipe, Kainy, Yasmim, Iago e Yasmin deram uma aula de ações sustentáveis simples que podem ser tomadas. Eles falaram principalmente sobre a redução de gastos, pois quando fazemos isso, estamos também diminuindo tanto a extração de recursos naturais como o descarte de resíduos prejudiciais ao meio ambiente. Os pequenos reforçaram também que temos que nos certificar sempre do destino final dos produtos que consumimos, sempre separando o lixo seco do orgânico. 


Os alunos deixaram bem claro que o conhecimento que eles estão adquirindo na escola estão sendo passados para frente. Eles contaram que em casa, os pais estão separando direitinho o lixo. E se não é separado, eles cobram! Até porque, os pais precisam estar envolvidos nos projetos ambientais e também apoiar as atitudes, até mesmo pequenos gestos, que eles desenvolvem no ambiente escolar.


É muito importante lembrar que as crianças de hoje serão as futuras tomadoras de decisão do mundo, seja porque se tornarão políticos, cientistas ou professores. Em outras palavras, estará em suas mãos fazer escolhas para preservar o planeta, e para isso, eles precisam conhecer tanto as causas quanto às consequências das questões que estamos vivenciando, como também entender as ações que permitirão usufruir dos recursos naturais no futuro, sem prejudicar o meio ambiente.


Para a formação dessa nova geração, saber como preservar o meio ambiente é muito importante, porém, saber o motivo por trás dessas ações é absolutamente indispensável, pois ajuda a construir cidadãos  conscientes sobre os impactos de suas atitudes sustentáveis.