Brasileiros obtêm índices rumo a Tóquio

Rui Pedro Godinho

O Hipismo Brasileiro obteve importantes resultados nas últimas semanas, com dois cavaleiros alcançando os índices qualificatórios para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Montando o puro sangue lusitano Escorial Horsecampline, o cavaleiro João Victor Marcari Oliva obteve sua qualificação durante o Concurso Internacional de Adestramento de Abrantes, realizado em Portugal, no dia 24 de abril.

Filho da rainha Hortência do basquete, o esportista comprovou seu DNA olímpico ao fechar a competição com uma média superior a 69%, alcançando assim o seu segundo e definitivo índice para a disputa do Adestramento em Tóquio.

Caso venha a se confirmar, esta será a segunda participação olímpica de João Victor, que esteve presente na equipe brasileira dos Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, e também integrou a equipe brasileira medalhista de bronze no Pan de Santo Domingo, em 2019.

Já o experiente cavaleiro Carlos Parro obteve sua qualificação para a disputa olímpica do triathlon dos esportes hípicos, o Concurso Completo de Equitação, mais conhecido como CCE.

O feito ocorreu no primeiro fim de semana de maio, durante competição realizada em Strzegom, na Polônia.

Montando o sela holandês Goliath, Parro teve bom desempenho nas três modalidades que compõem o CCE: o salto, o adestramento e o cross.

Dono de um notável currículo internacional, Parro integrou o Time Brasil na Rio 2016 e defendeu o Brasil no individual em Sydney 2000. Além disso, integrou a equipe medalha de bronze no Pan do Rio, em 2007, e a equipe medalha de prata no Pan de Toronto, em 2015.

Após o adiamento provocado pela pandemia de covid-19, os Jogos Olímpicos de Tóquio estão marcados para acontecer no período de 23 de julho a 08 de agosto, na capital japonesa.

Por Pedro Rebouças

Jornalista especializado no segmento equestre, escreve sobre as principais notícias do hipismo regional e nacional. Com passagens por publicações como as revistas Cavalos, Helvetia Polo International e Equest, é desde 2009 editor da revista Mangalarga. Possui ainda uma longa carreira na área de assessoria de imprensa, já tem sido responsável pela comunicação de grandes eventos do setor, como a Exposição Nacional do Cavalo Mangalarga, o Campeonato Panamericano de Enduro Equestre, o Campeonato Brasileiro de Enduro Equestre, o Campeonato Paulista de Enduro Equestre, a Copa de Marcha Mangalarga, o Leilão Tarlim Mangalarga e o Leilão Genética de Campeões do Cavalo Lusitano. Também é o responsável pela coluna Momento Equestre, veiculada pelo programa Conexão Esportiva, da Rádio Metropolitana.