Auxílio Emergencial não receberá novas inscrições e deve voltar ainda em março

A equipe econômica do Governo Federal espera apenas a Câmara dos Deputados para dar continuidade à proposta

Governo Federal

Após a aprovação no Senado, a equipe econômica do Governo Federal espera apenas a Câmara dos Deputados para dar continuidade à proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial que viabiliza uma nova rodada de pagamentos do Auxilio Emergencial.

De acordo com Paulo Guedes, ministro da Economia, os pagamentos devem ocorrer entre os meses de março, abril, maio e junho, sendo que os valores serão diferentes de acordo com a situação de cada família.

O valor de R$ 175 será pago para as famílias de apenas um único membro, já o auxílio de R$ 250 será destinado para as famílias que possuem dois ou mais membros, e por fim, o montante de R$ 375 foi definido exclusivamente às mães chefes de família.

Novas inscrições não serão feitas e, até o momento, não foi divulgado quais serão os requisitos necessários para ser aprovado e receber as novas parcelas do Auxílio Emergencial.