Um ano da morte de Marielle, os executores foram presos, mas mandantes ainda não

Divulgação

Autoridades, investigadores, familiares e até suspeitos se pronunciaram ao longo do último ano sobre o caso. No dia 14 de março de 2018, a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes foram executados e só na terça-feira, 12de março, os primeiros suspeitos pelos homicídios foram presos: o sargento reformado Ronnie Lessa e o ex-policial militar Élcio de Queiroz.