Centro de Operações Integradas de Jacareí , que deve ter mais de cem câmeras, será integrado às polícias

Divulgação PMJ

Mais de cem câmeras devem ser posicionadas em pontos estratégicos de Jacareí para auxiliar na segurança da cidade. A Prefeitura já iniciou o processo licitatório e o Centro de Operações Integradas, COI, como é chamado, deve estar em operação até o final de 2019.  
Publicado na última sexta-feira, 6, no Boletim Oficial 1201, o edital completo para aquisição dos equipamentos está disponível no site www.jacarei.sp.gov.br.
De acordo com a Prefeitura de Jacareí, o sistema de videomonitoramento deverá funcionar com 116 câmeras, posicionadas em pontos como os acessos à cidade. Além de 8 câmeras fixas, serão instaladas 86 do tipo Speed Dome, com tecnologia de zoom o que permite grande capacidade de alcance com nitidez dos objetos mesmo à distância e movimentos panorâmicos. Mais 22 câmeras com tecnologia OCR (Optical Character Recognition, que em português pode ser traduzido como Reconhecimento Óptico de Caracteres) vão auxiliar na identificação de placas de veículos, mediante um convênio já firmado com a Secretaria de Segurança do Estado SP, que permitirá acesso imediato ao banco de dados das polícias estaduais.
O sistema será de responsabilidade das secretarias de Segurança e Defesa do Cidadão e Mobilidade Urbana, mas integrado às polícias Militar e Civil. As imagens capturadas, além de ser compartilhadas com as polícias, contarão com transmissão imediata para tablets que guarnecerão as viaturas da Guarda Civil e a Diretoria de Trânsito.
Na avaliação do secretário de Segurança e Defesa do Cidadão, Paulo Henrique Domingues, o sistema de videomonitoramento é importante não só no combate à criminalidade mas também em ações preventivas. “Além de ser um reforço para melhorar a segurança pública da cidade, esse equipamento vai auxiliar em ações preventivas e corretivas que envolvam a mobilidade urbana, como acidentes de trânsito, congestionamentos e aglomerações”, explicou.
Além das câmeras, para a instalação do sistema serão adquiridos 68 km de cabos de fibra ótica, que futuramente poderão ser utilizados para integrar outros serviços de tecnologia digital em escolas e unidades de saúde, por exemplo.