Vigilância em Saúde de Guararema captura carrapatos para análise em laboratório

Ação ocorreu em locais de incidência de capivaras; captura foi efetuada por meio de armadilhas

Divulgação/PMG

Dando continuidade à campanha de conscientização contra a infecção por carrapatos, nesta terça-feira (10), a Ilha Grande e o Recanto Américo (Pau D'Alho) receberam ações preventivas sobre o tema.

Na iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde, junto à Diretoria de Meio Ambiente, foi realizada a captura de carrapatos com armadilhas com gelo seco que liberam gás carbônico (CO2) nos locais próximos à beira do rio, e com maior movimento de capivaras, que ocasionalmente servem como hospedeiras de carrapatos transmissores de doenças.

Após a coleta, a Vigilância em Saúde encaminhou as amostras para análise no Instituto Biológico. O objetivo da análise é, no laboratório, detectar por exames moleculares a presença de bactérias causadoras de doenças, como a febre maculosa, por exemplo.

"Sabemos que o carrapato-estrela é o transmissor da febre maculosa no Brasil e, por conta disso, precisamos realizar o monitoramento das áreas de maior incidência das capivaras, que abrigam esses carrapatos", explica a secretária municipal de Saúde, Adriana Martins. "Com a coleta dos carrapatos, a gente quer identificar, em laboratório, a presença destas bactérias, para dimensionarmos as ações que são necessárias", completa.

Ação de conscientização

No início de novembro, a ação de conscientização contra a contaminação por carrapatos foi ampliada em Guararema. Agentes da Prefeitura de Guararema deram início à entrega de panfletos informativos com dicas e recomendações para evitar o contato com os carrapatos que, por vezes, podem transmitir doenças.

Diversos bairros de Guararema receberam a visita dos agentes, principalmente aqueles que margeiam o Rio Paraíba do Sul.

Além disso, placas informativas foram instaladas em pontos turísticos de Guararema, como a Ilha Grande e o Pau D'Alho. As placas informam sobre a necessidade de caminhar nas trilhas de ambos os parques, sobre a importância de não ter contato com as capivaras, hospedeiros dos carrapatos.

Recomendações

Dentre as recomendações emitidas pela Prefeitura de Guararema para a população, destacam-se:

  • Evite a circulação de pessoas e animais domésticos em locais de incidência de capivaras.
  • Lembre-se que qualquer barreira deve ser construída de forma reforçada para que esses animais tenham dificuldade de passagem, respeitando sempre as legislações ambientais vigentes.
  • Cercas de arame, tela fina, de metal ou de tecido não são suficientes para conter as capivaras.
  • Cuidado com a contaminação de animais de estimação (cães e gatos).
  • Ao visitar pontos turísticos do município, os frequentadores devem usar as trilhas ou caminhos existentes, andar sempre calçados e evitar sentar ou deitar no gramado, próximo à folhas secas.
  • Nunca maltrate as capivaras ou qualquer animal silvestre.