Recanto do Convento é um restaurante de tradição familiar

Arquivo Pessoal

No ano de 1978, Gabriel Rodrigues Firvêda, criou na rua uma barraquinha de frutas e verduras, através do desempenho do comerciante, Gabriel Firvêda foi  crescendo e com o passar do tempo aumentou, conquistou espaço e prestígio na cidade de Guararema,  tornando-se proprietário do que é hoje o Restaurante Recanto do Convento.
No início era apenas uma mercearia e lanchonete, que começou a se destacar pelo lanche de calabresa e os doces de compotas de Minas Gerais, vendidos no local. Segundo Eliseu Firvêda, que hoje administra o restaurante com seus dois irmãos Dalva e Antônio Firvêda, em 1990 foi o ano da primeira reforma, quando o espaço aumentou e, com acrescentaram variedades de doces e queijos, dentre eles o da Serra da Canastra.
Enquanto lanchonete, começaram a servir um lanche diferente, como o de linguiça frita no ferro de passar, porções de frango a passarinho, costelinha, torresmo e outros. Inclusive a famosa picanha na pedra, que continua sendo um dos pratos principais  atualmente.
O  restaurante conta com um artesanato da loja de presentes ligada ao restaurante, que fica na responsabilidade de  Clea Firvêda, esposa do aposentado Gabriel, que no ano passado deixou a administração do negócio ser tocado pelos 3 filhos, que até então, cuidavam de tudo e aprendiam  com o pai.
Na reforma realizada 10 anos depois, o restaurante foi inaugurado com capacidade para 40 pessoas. 
Já no ano de 2002, ocorreu outra reforma tornando o comércio como se encontra atualmente. 
O restaurante Recanto do Convento tem algumas curiosidades, entre elas o nome do restaurante que foi escolhido a partir do bairro onde se localiza. No pé da serra de Mogi das Cruzes e depois de Sabaúna, existiu um convento, até meados do ano de 1900.
Apesar de não existir mais nenhum vestígio dessa construção, o nome do bairro permaneceu o mesmo,