Moradores do bairro Parque Agrinco visitam o CSI de Guararema   

Grupo conheceu a estrutura do Centro de Monitoramento da cidade e as melhorias que o sistema permite

Prefeitura Municipal de Guararema

Na última terça-feira, dia 11, moradores do bairro Parque Agrinco, de Guararema, visitaram o Centro de Segurança Integrada (CSI) “Reinaldo Reis da Silva”. A proposta do encontro foi apresentar o bairro, mas de acordo com o sistema de monitoramento. Este é o primeiro passo para que outras câmeras sejam instaladas, gradativamente, ampliando ainda mais o alcance do CSI e da segurança que ele promove no município

O grupo de moradores foi recepcionado pelo Secretário de Segurança Pública municipal, Edson Roberto Pinto de Moraes. O encontro foi de extrema importância para apresentar aos munícipes as câmeras instaladas no Parque Agrinco, possibilitando uma maior sensação de acolhimento e confiança.

Além da relevância de instalar câmeras de monitoramento no bairro, o Secretário de Segurança Pública explicou sobre a função e eficiência do sistema implantado. “O CSI tem um papel fundamental para elucidar diferentes situações que ocorrem, não só em Guararema, mas na região e que passam pela cidade”, enfatizou Edson Moraes.

Neuza Herreira Kountakis, uma das visitantes, é moradora do Parque Agrinco desde agosto deste ano e ficou admirada com o serviço. “Moro há alguns meses na cidade, mas é visível o cuidado com o morador. Este é um trabalho sério e com pessoas qualificadas que garantem a nossa segurança. Claro, tudo isso com uma estrutura de qualidade”, contou. Ela ainda relatou: “há muitos anos tenho a minha casa, mas com os acontecimentos da vida resolvi me mudar de vez pra cá e foi uma excelente escolha.”

Além do trabalho do CSI, o secretário Edson também explicou o quanto é importante o serviço de segurança por meio de câmera particular. “Os equipamentos da Prefeitura são essenciais para solucionar um caso, mas quando a vizinhança possui um sistema particular, temos mais detalhes que colaboram com o caso e nosso alcance é muito maior”, reforçou.