Nos Bastidores

Eleições das lamentações

Alckmin já garante mais de 4 minutos no tempo de TV e com isso leva para sua coligação o drama de trabalhar com palanques divididos na maioria dos estados e com o chororô dos diretórios estaduais.
Ciro Gomes, que tinha esperança em conquistar apoio dos partidos que se entitulam Centrão, também não guarda esperança de que o combinado de que Lula e PT o apoiariam não vai acontecer pelo grande ego petista, que prefere cair sozinho ao ganhar sendo coadjuvante.
Meirelles chora pelo desdém do MDB à sua candidatura, pois se tornou filiado ao partido pelo palanque presidencial.
Bolsonaro vê sua candidatura cada vez mais firme com seu partido, porém sem o necessário apoio através de alianças para ampliar seu tempo de TV.
Já na disputa estadual, Márcio França amplia sua rede de apoio partidário enquanto Dória patina à sombra de Alckmin.Skaff leva o MDB nas costas bradando que é a renovação, mas se afastando de qualquer comparação ao adversário tucano.