Radares voltam a operar nesta quarta-feira em Mogi das Cruzes

Durante a primeira semana, o funcionamento será orientativo, sem autuações aos motoristas

Reprodução

Mogi das Cruzes confirmou a volta dos equipamentos de fiscalização eletrônica de trânsito. Os radares passarão a operar nesta quarta-feira (26/05). Durante a primeira semana, o funcionamento será orientativo, sem a emissão de autuações aos motoristas.

A Prefeitura de Mogi das Cruzes já implantou a sinalização indicativa sobre a existência dos radares em todas as vias que contam com o serviço. Além disso, faixas também serão colocadas para alertar os condutores. O objetivo é ter transparência no funcionamento dos radares.

A definição dos locais que receberam os equipamentos de fiscalização eletrônica foi feita mediante análise técnica da Secretaria Municipal de Transportes. Os levantamentos levaram em conta as características das vias, os riscos para pedestres e motoristas e o número de acidentes registrados nos locais. A pasta também realizou uma ampla análise do contrato de fiscalização.

“Muitas pessoas confundem o funcionamento de radares com arrecadação, mas eles são equipamentos de segurança para a população. De acordo com pesquisas internacionais, cerca de 97% dos acidentes com mortes são causados por falha humana, principalmente o excesso de velocidade. Este é um problema que é combatido também pela fiscalização eletrônica, aumentando a segurança dos próprios condutores, dos ciclistas e dos pedestres”, explicou a secretária municipal de Transportes, Cristiane Ayres.

A secretária destacou ainda que, por uma decisão da atual administração municipal, o radar estático, popularmente conhecido como “móvel”, não será utilizado para autuação de motoristas. Ele será voltado, quando necessário, para ações de engenharia de tráfego, com contagem de veículos e estatísticas.

Os equipamentos que passam a funcionar nesta quarta-feira fazem parte da primeira etapa do novo contrato de fiscalização eletrônica em Mogi das Cruzes. Ela compreende aparelhos para controle de velocidade, para fiscalização em passagem em semáforo vermelho, fiscalização de restrição de circulação e barreiras educativas, que não multam (veja relação detalhada abaixo). 

As barreiras educativas, que não autuam, estarão instaladas na rodovia Pedro Eroles 1.060 (Mogi-Dutra) sentido centro-bairro, na avenida Lourenço de Souza Franco 1.215 (sentido centro-bairro), 1.231 (sentido bairro-centro), 2.265 (sentido bairro-centro) e 2.442 (sentido centro-bairro) e na avenida Guilherme George 2.336 (nos dois sentidos).

A fiscalização eletrônica faz parte de uma série de ações que estão sendo desenvolvidas pela Prefeitura de Mogi das Cruzes para melhorar a segurança viária no município. Os trabalhos compreendem ações integradas de sinalização, fiscalização, engenharia de tráfego e educação para o trânsito.

As ações estão apresentando resultados positivos neste início de ano. Considerando o primeiro quadrimestre, houve uma redução de 12,5% no número de mortes em acidentes de trânsito nas vias municipais em 2021 com relação a 2020, de acordo com dados do sistema Infosiga, do Governo do Estado.

“A prioridade deste trabalho é proporcionar mais segurança viária para a população de Mogi das Cruzes e salvar vidas. Para isso, são utilizados vários parâmetros estatísticos, além do sistema Infosiga, o que permite uma visão mais ampla sobre os pontos de maior registro de acidentes e as características destas ocorrências. Junto a isso, é feito todo um trabalho técnico e de engenharia de tráfego, com ações preventivas, buscando a redução de acidentes nos locais identificados como sendo de potencial ou risco para a ocorrência de acidentes”, afirmou Cristiane Ayres.