Merenda escolar: Guararema fecha acordo com 15 produtores para a compra de alimentos da agricultura familiar

Iniciativa estimulará o desenvolvimento econômico local e sustentável das comunidades rurais e beneficiar os alunos da rede municipal de ensino, que terão acesso a uma merenda escolar mais nutritiva e saudável

Vitória Mikaelli/ Prefeitura Municipal de Guararema

O prefeito de Guararema, José Luiz Eroles Freire (PL) assinou nesta sexta-feira (05/02) um contrato com 15 produtores para a aquisição direta de gêneros alimentícios da agricultura familiar. Além de estimular o desenvolvimento econômico local e sustentável das comunidades rurais, a compra dos produtos vai beneficiar os alunos matriculados na rede municipal de ensino, que terão acesso a uma merenda escolar mais nutritiva e saudável.

Viabilizado por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), o contrato com os agricultores tem validade de 12 meses, com valor anual de até R$ 20 mil e envolve a compra de produtos como banana, goiaba, caqui, abobrinha, alface americana, couve, alface crespa, alface roxa, tomate, beterraba, mandioca, cebolinha, salsinha, brócolis ramoso, cenoura, vagem macarrão, maracujá, brócolis ninja, tangerina, repolho, escarola e espinafre.

Dos 15 produtores, nove são de Guararema. É o caso da agricultora Sônia Maria Búlio Pardinho, de 60 anos de idade. Ela é proprietária do Sítio Bio Verde, no Capoeirinha (Morro do Zecão), e mora na cidade há dez anos, dos quais oito são dedicados à produção de hortaliças. “Avalio como excelente a parceria entre os produtores rurais e a Prefeitura, ainda mais porque vai beneficiar a alimentação das crianças”, afirmou.

Katumi Sawada, de 74 anos, também é produtor rural na cidade e enaltece a parceria com a Prefeitura para fornecer gêneros alimentícios às escolas. “Essa novidade é ótima, mais do que a renda, é gratificante saber quem vai receber nossos produtos. O cardápio dos alunos será muito enriquecido com alimentos de excelente qualidade”, pontuou. Arquiteto de formação, ele assumiu o sítio do pai há dez anos, no bairro Lambari.

Para o prefeito Zé, a compra dos produtos da agricultura familiar será fundamental para melhorar a merenda escolar e, ao mesmo tempo, fomentar a economia local. “A Prefeitura tem a função de ajudar as pessoas, trabalhar em parceria com os empreendedores. Estou muito orgulhoso de saber que os alimentos das nossas crianças sairão diretamente dos produtores”, disse ele durante o ato da assinatura dos contratos, ao lado secretário municipal de Emprego e Desenvolvimento Econômico, Marlon Rodrigues Nascimento, que aproveitou o evento para anunciar um novo projeto para os agricultores da cidade.

“Temos o projeto de criar um Mercado Municipal para os produtores rurais comercializarem seus produtos e aumentarem sua rentabilidade. Estamos trabalhando para tornar as condições econômicas mais favoráveis para os empreendedores locais, oferecendo programas e ações, a exemplo do Selo de Produto Artesanal, da lei que autoriza o uso de mesas, cadeiras e ombrelones no calçadão, entre outros”, anunciou o secretário. 

Participações

Também participaram do evento o presidente da Câmara Municipal, Sidnei Santos Leal, e a secretária adjunta de Educação e Gestão, Andréia Ratto, que enalteceram a qualidade do trabalho dos agricultores da cidade. “Vocês estão de parabéns por esse contrato e pelo trabalho maravilhoso que desenvolvem, empregando muita gente. Contem com o apoio do Legislativo”, afirmou o vereador. 

“São produtos de qualidade, que saem da nossa terra e que vão para as nossas escolas. São produtos que a gente pode confiar”, pontuou Andréia, que é responsável pela gestão do convênio de alimentação escolar junto com a nutricionista Karina Fernandes.