Suzano lança aplicativo para segurança de vítimas de violência doméstica

Dispositivo já está me circulação na cidade e é voltada a munícipes acompanhadas pela Patrulha Maria da Penha

Prefeitura Municipal de Suzano

A Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano aderiu no dia 31 de março ao uso do aplicativo gratuito “Está acontecendo”. Ele será destinado exclusivamente para as vítimas de violência doméstica que são acompanhadas pela Patrulha Maria da Penha na cidade. Com ele, as suzanenses poderão realizar denúncias de forma prática e ágil.

Atualmente a patrulha realiza o monitoramento de 136 mulheres que possuem medida protetiva. Ao longo dos próximos dias, elas serão beneficiadas com a nova plataforma, assim como eventuais novas vítimas. O aplicativo consiste de quatro botões que podem ser acionados a qualquer momento e em qualquer lugar pela pessoa que está sendo alvo de violência.

Nele, existem as funções de denúncia para situações de ameaça, assédio e pedido de ajuda em geral. Também é possível enviar sua localização para que a Patrulha Maria da Penha vá imediatamente ao local para atender à emergência.

A comandante da GCM, Rosemary Caxito, informou que a corporação tem trabalhado de forma incansável no enfrentamento à violência contra a mulher e agora, com a implantação desta linha direta e ágil entre as vítimas e os agentes municipais, o acolhimento de denúncias será reforçado no município.

Rosemary comemorou a nova ferramenta, que vem para somar aos esforços da GCM  e trazer maior segurança às mulheres assistidas pela Guarda Civil Municipal. Com um único toque na tela do celular, a GCM já é acionada e pode prestar apoio imediato à emergência, garantindo o bem-estar das suzanenses.

A presidente do Fundo Social, a primeira-dama Larissa Ashiuchi, ressaltou a importância do trabalho realizado pela Patrulha Maria da Penha de Suzano, que inclusive foi reconhecida nacionalmente em 2018 pelos trabalhos de proteção a vítimas de violência doméstica e combate à reincidência dos agressores, com a conquista do Selo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FPSP) de Práticas Inovadoras.

A esposa do prefeito Rodrigo Ashiuchi concluiu que é  importante reforçar que as mulheres vítimas de violência não estão sozinhas e a prefeitura vem realizando um grandioso trabalho, sempre em busca de apoio às suzanenses.

A GCM de Suzano recebe denúncias pelo telefone (11) 4746-3297. Desde junho do ano passado, o atendimento está interligado com a Central de Segurança Integrada (CSI) para otimizar o acolhimento das ligações.

Além do telefone convencional da Guarda Civil, Suzano ainda conta com uma rede de atendimento especializada a mulheres que sofrem com estas condições, sendo: 

Delegacia da Mulher (4748-8040)

Sala Rosa da Comissão da Mulher Advogada (4748-7473)

Patrulha Maria da Penha da GCM (4745-2150)

Conselho Municipal dos Direitos das Mulheres (4742-7100)

Rede de Atenção à Pessoa em Situação de Violência Doméstica e/ou Sexual (4745-2092)

Casa de Acolhimento, o Disque Denúncia (180)

Centro de Referência Especializado de Assistência Social, o Creas (4743-2588).