Prefeitura anuncia reestruturação do basquete através do novo projeto Joga Junto Mogi

“O basquete não pode ser só um time, tem de ter base e formação, inclusive com reverberação nas escolas”, afirmou o prefeito Caio Cunha

Prefeitura Municipal de Mogi das Cruzes

Durante uma coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira (02), a Prefeitura de Mogi das Cruzes anunciou o projeto Joga Junto Mogi, uma iniciativa que será desenvolvida em parceria com a equipe de basquete do município e também prevê a reestruturação da modalidade na cidade. 

A coletiva contou com a presença do prefeito, Caio Cunha, do secretário municipal de Esporte e Lazer, Ewerton Komatsubara, e do novo diretor de Esportes da Smel, Renato Lamas.

“O esporte não é só entretenimento. E apesar de termos várias modalidades, a principal é o basquete, que é uma paixão do mogiano. O basquete não pode ser só um time, tem de ter base e formação, inclusive com reverberação nas escolas”, afirmou o prefeito.

O programa Joga Junto Mogi será um trabalho social dentro de um grande projeto desenhado para o basquete em Mogi das Cruzes. A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) irá identificar núcleos a serem implantados na cidade e também fará uma interface com a Secretaria Municipal de Educação para que o trabalho seja desenvolvido nas escolas.

“O objetivo do projeto é termos uma pirâmide integrada. O Joga Junto Mogi é a contrapartida social. Também haverá a profissionalização das categorias de base e o apoio ao time principal. As ações terão esta integração e as crianças que participarem do programa Joga Junto Mogi vão interagir com os jogadores do time principal, acesso aos jogos, entre outras ações”, afirmou Renato Lamas.

 

O diretor também destacou que o objetivo é que sejam profissionalizadas as categorias de formação da modalidade, com métodos unificados com os do time adulto. Serão criadas equipes das categorias sub-12, sub-14, sub-15, sub-17 e sub-19. 

Com um diagnóstico da atual situação da equipe, esta estrutura será importante na valorização dos talentos mogianos e no trabalho para a recuperação da equipe.

“Este é um momento muito especial, em que a secretaria está passando por uma reestruturação e a orientação é que onde for possível uma injeção de modernização, que seja feito. O basquete é uma paixão de Mogi das Cruzes. Temos essa visão de modernidade, de autossuficiência do projeto e a Secretaria de Esporte fará tudo o possível para apoiar”, explicou o secretário municipal de Esporte e Lazer, Ewerton Komatsubara.