Deputados federais do Alto Tietê comentam sobre eleição à presidência de Arthur Lira

Político foi eleito com o apoio dos seguintes partidos: PSL, PP, PSD, PL Republicanos, Podemos, PTB, Patriota, PSC, PROS e Avante

Câmara dos Deputados

Na segunda-feira, dia 1º de fevereiro, o deputado federal Arthur Lira foi eleito foi o novo presidente da Câmara dos Deputados para o biênio de 2021/22. Com o total de 302 votos, o político foi apoiado por um bloco formado por onze partidos (PSL, PP, PSD, PL Republicanos, Podemos, PTB, Patriota, PSC, PROS e Avante), no entanto, de acordo com o Regimento Interno da Câmara, a eleição dos membros da Mesa ocorreu em votação secreta e pelo sistema eletrônico, sem que os políticos pudessem revelar suas escolhas.

Durante seu discurso de posse, Lira afirmou que respeitará e ouvirá todos os lados, destacando a importância do trabalho coletivo. “Faço questão de iniciar esta jornada como os senhores estão vendo, de pé, em homenagem a todos os presentes, a todos os partidos, aos que votaram e não votaram em mim”, finalizou o presidente da Câmara dos Deputados.

Dentre as funções que serão executadas por Arthur Lira estão: assinar os atos da Mesa, convocar e presidir sessões, desempatar votações, definir a Ordem do Dia, conceder licença aos deputados e substituir o presidente da república em caso de impedimento ou ausência dele e do vice-presidente.

Sabendo sobre todos os poderes do cargo e do relacionamento do partido de Lira (Progressistas) com os demais na Câmara dos Deputados, alguns dos políticos da esfera federal que foram eleitos pelo Alto Tietê comentaram sobre o assunto, como foi o caso de Katia Sastre, de Suzano, que afirmou: “Arthur Lira é o novo presidente da câmara dos deputados, e vamos fazer de 2021 um ano de virada nesta crise: retomada de uma economia forte, aprovação de reformas, combate decisivo ao coronavírus e, enfim, a ratificação da pauta conservadora nas grandes deliberações do congresso”.

Já Roberto Lucena, de Arujá, explica que após a eleição espera que o Parlamento aprove o Orçamento da União para 2021 e delibere sobre Reforma Administrativa. “Precisamos hoje, na decisão soberana do Plenário quanto a sua presidência e mesa diretora garantir a governabilidade e a estabilidade nacional. Todo esse conjunto é necessário para a retomada econômica e a recuperação social do país diante do quadro gravíssimo que enfrentamos. Essa é a opção do Podemos ao apoiar a candidatura de Arthur Lira”, diz Lucena.

Após a eleição, Marco Bertaiolli, de Mogi das Cruzes, postou em suas redes sociais: “que agora com o fim da eleição da câmara dos deputados, todos nós possamos voltar a cuidar dos pequenos negócios que estão fechando suas portas diante da pandemia”.