Polícia Civil investiga provedores de internet de Guararema por furto de fio

Divulgação

A Polícia Civil de Mogi das Cruzes cumpriu diversos mandados de busca e apreensão na segunda-feira, 11 de março, os endereços verificados são relacionados a duas empresas provedoras de internet do Alto Tietê, as duas com cede em Guararema.
As empresas são alvo de investigação sobre furto e receptação de fibra óptica. A Polícia descobriu que usavam fios de lotes roubados no mês de agosto do ano passado da central de distribuição da Vivo Telefônica, localizada em Mauá na Grande São Paulo, esses fios estavam atendendo a clientes na região do Alto Tietê.
O delegado responsável, titular do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (Garra) de Mogi das Cruzes, informou que a investigação teve início na central de Mauá e conseguiram relacionar com outro crime ocorrido na cidade de Mogi, onde a empresa Vivo Telefônica teve seu equipamento furtado.
Há meses a Polícia Civil vem investigando sobre uma série de roubos a equipamentos de centrais telefônicas. Em dezembro, apreenderam 60 transmissores e roteadores na casa de um homem em Santo André. A Polícia tenta ligar a relação entre as quadrilhas que cometem esses tipos de furto. Segundo eles, quem furta o equipamento deseja fazer transmissão e fornecimento de internet banda larga.
As empresas investigadas na segunda-feira foram:  IDC Telecom e a V Conect, a distribuidora IDC possui autorização da Anatel para prestar esse tipo de serviço e nada irregular foi encontrado na empresa nem nas fiações dos postes, já a V Conect, que fornece para moradores fora de Guararema, na região de Suzano, não possuem a autorização necessária.
Os fios apreendidos ainda possuíam o logo da Vivo Telefônica e alguns ainda tinham a numeração do lote ao longo de todo o material, além dos acessórios que fazem a interligação dos fios. Foram apreendidos mais de dez mil metros de fios furtados, de uso exclusivo da central Vivo Telefônica de Mauá.
Ao total seis mandados de busca e apreensão foram cumpridos, três deles nos endereços das empresas e os outros três em pontos das ruas.