ONG de apoio a mulheres ganha status de utilidade pública estadual

No último dia 18, a ONG Espaço Mulher de Jacareí foi declarada como de utilidade pública estadual. A lei de autoria do deputado estadual André do Prado e publicada no Diário Oficial, foi promulgada pelo governador Márcio França. Segundo a advogada e presidente da ONG Espaço Mulher, Maria Aparecida de Siqueira, 65, a proposta foi feita pela ONG por meio do vereador Paulinho dos Condutores. “Não temos convênio com a Prefeitura. Recebemos doações e nos mantemos com um bazar de roupas usadas. A utilidade pública estadual dará mais força para o pedido de recursos a fim de continuarmos nosso trabalho”, explicou. A organização, fundada por um grupo de mulheres, atua na cidade desde 2007 e possui sede na rua Cônego José Bento, 255, Centro de Jacareí. Seu objetivo é favorecer a proteção social de mulheres e famílias em situação de risco pessoal e social, principalmente aquelas submetidas a violência doméstica sob diversas formas, como maus tratos, abandono, discriminações sociais e restrições a plena autonomia e exercício das capacidades. Composta por profissionais como advogadas e psicólogas, a ONG recebe as mulheres e oferece orientação. “Levamos palestras a bairros, igrejas, escolas e comunidades. Atualmente estamos mudando nossa estratégia e focando mais na prevenção. Vamos fazer mutirões de atendimentos em uma universidade parceira e a partir de junho, com nova diretoria, realizaremos cursos de prevenção”, explica Maria Aparecida. O fato de a presidente ser advogada também colabora com o apoio às mulheres. De acordo com ela, “isso facilita o acompanhamento das denúncias. As mulheres desistem de suas denúncias pela morosidade da Justiça e um grupo como o nosso as ajuda a sair da violência; 90% das mulheres desistem de processar seus agressores por não acreditarem na punição. Nosso trabalho é ajudar a fortalecer a mulher para quebrar este ciclo”. Em 2013, a ONG foi reconhecida como de utilidade pública municipal a partir da publicação, no dia 22 de junho, da lei nº 5.776/2013, de autoria da então vereadora de Jacareí, Ana Lino.